Pai de vítima de estupro queima órgãos sexuais do acusado

Por Portal do Holanda

15/11/2014 16h33 — em Mundo

Um indiano de 36 anos decidiu justiça com as próprias mãos. O homem, cuja filha supostamente havia sido estuprada, convidou o acusado para um falso jantar de reconciliação. Em seguida, prendeu o homem e realizou uma sessão de tortura, que o levou à morte.

As informações são do tabloide inglês ‘Mirror’. Segundo a publicação, a garota de 14 anos está grávida e afirma ter sido estuprada por um homem de 45 anos, que é casado. O caso estava sendo investigado, mas o pai, revoltado, encontrou o acusado, convidou-o para um suposto ‘jantar de reconciliação’, o prendeu e o torturou.

O pai da jovem usou pinças aquecidas para queimar os órgãos sexuais do suspeito. “Eu queimei seus órgãos genitais uma vez e ele gritou. Fiz de novo e ele estremeceu. Quando eu o fiz pela terceira vez, ele não se mexeu. Estava morto e eu não queria matá-lo”, afirmou o pai da menina. Logo após o assassinato, o homem foi a uma delegacia confessar o crime e foi preso. A polícia foi até o local e encontrou o suspeito deitado em uma cama, morto, com as mãos amarradas e uma toalha na boca.