Siga o Portal do Holanda

Mundo

Naufrágio de balsa deixa mais de cem mortos no Iraque

Publicado

em

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Cerca de cem pessoas, em sua maioria mulheres e crianças que não sabiam nadar, morreram nesta quinta (21) em um naufrágio de uma balsa no rio Tigre, em Mossul, no Iraque, durante a celebração de Nowruz, o Ano-Novo curdo.

O barco naufragou por excesso de passageiros, diz o chefe da Agência de Defesa Civil de Mossul, Husam Khalil. "Normalmente, ele transporta 50 pessoas. Havia 250 a bordo."

Cinco funcionários da balsa foram presos.

O acidente provocou comoção na cidade, que havia retomado há pouco tempo comemorações como o Nowruz, depois de passar mais de três anos sob o comando do grupo terrorista Estado Islâmico.

O primeiro-ministro iraquiano, Abdel Mahdi, declarou três dias de luto. O número de mortes têm subido à medida que as equipes de resgate encontram novos corpos.

Números do Ministério do Interior indicam 94 mortos e 55 pessoas resgatadas. Um balanço anterior registrou 19 crianças e 33 mulheres entre as vítimas.

As equipes de resgate enfrentam dificuldades, já que grande parte dos hospitais e clínicas de Mossul foi destruída durante a ocupação pelo Estado Islâmico.

Vitória de amazonenses no STF. Veja quem esteve na linha de frente dessa luta

-

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

LEIA A BULA: AVALIAÇÃO DA SAÚDE PÚBLICA NO AMAZONAS

 Siga o Holanda

Amazonas

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.