Siga o Portal do Holanda

Mundo

Médica síria cria site para financiar ONGs e hospitais locais

Publicado

em

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Na Síria, organizações locais realizam 75% do trabalho humanitário, mas recebem menos de 1% do financiamento e das doações disponíveis.

A estimativa, de pesquisadores da iniciativa Local to Global Protection, é sempre citada pela anestesiologista síria-britânica Rola Hallam, 40, porque explica a motivação de seu trabalho: ela criou a CanDo, uma plataforma de financiamento coletivo para ajudar entidades locais em áreas de conflito.

"Vi essa realidade de perto. Fui treinada para tratar pessoas toda a minha vida, mas crianças morriam na minha frente não por falta de conhecimento, mas porque eu não tinha os recursos necessários para salvá-las", diz.

Hallam liderou a construção do primeiro hospital do mundo financiado pelo sistema de "crowdfunding". Situado em Aleppo, foi batizado de Hope (esperança) e já tratou mais de 52 mil crianças em dois anos. Ela também ajudou a fundar outros seis hospitais em seu país de origem.

Nascida na Síria e vivendo no Reino Unido desde criança, ela diz que sempre quis ser médica, mas não imaginava que seu país seria "destroçado em milhares de pedaços" e que ela usaria suas habilidades para o trabalho humanitário. "Minha família foi morta e nossas casas foram destruídas. Eu fiz a única coisa que eu sabia e me juntei a outros sírios para ajudar."

A médica esteve lá pela última vez em abril. "Foi de cortar o coração ver meu país como está. Ao mesmo tempo, foi inspirador ver que há seres humanos maravilhosos que não desistiram de salvar vidas."

Segundo ela, organizações internacionais gigantescas e as agências da ONU, apesar de fazerem um bom trabalho, são muito caras de manter e ficam com 20% a 30% de cada dólar doado, em média. Além disso, diz, uma parte é perdida no caminho durante terceirizações de organizações maiores para menores.

"As pessoas em situação de crise só sobrevivem por causa do trabalho extraordinário de pessoas que também estão em situação de crise. Elas fazem parte do coração da comunidade afetada, conhecem melhor suas necessidades e corajosamente arriscam suas vidas para ajudar."

O poder do vice Carlos Almeida e os rumores de conspiração no governo

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.