Siga o Portal do Holanda

Famosos & TV

Volta de banda cujo vocalista mandou matar a ex-mulher divide fãs

Publicado

em

Foto: Reprodução

RIO — A poucos meses de embarcar em uma turnê que passa pelos Estados Unidos (em novembro) e Europa (em dezembro), a banda americana de metalcore As I Lay Dying divide os músicos da cena do metal — e tudo por causa do vocalista, Tim Lambesis, que ficou de 2014 a 2016 na prisão por ter admitido que tentou contratar um pistoleiro de aluguel para assassinar sua ex-mulher, que acabou não sendo morta.

Guitarrista e fundador do Fear Factory, Dino Cazares defendeu Lambesis no Twitter: "Vivemos na América, onde as pessoas merecem uma segunda chance e o direito de ganhar uma vida honesta!" Em outra publicação, ele argumentou: "As pessoas não conhecem toda a história. Ele ainda tem que pagar pelo sustento de três filhos. E não vai conseguir isso trabalhando no McDonald's."

Em resposta ao tuíte de Cazares, o vocalista do Hatebreed, Jamey Jasta, escreveu: "Isso não é exatamente verdade, mas vamos esperar para falar sobre isso no podcast!"

Em um tuíte, posteriormente excluído, o guitarrista do Born of Osiris, Lee McKinney, criticou a volta da banda e atacou o vocalista: "Tim... eu vou lhe mostrar como é ser uma mulher abusada. Você é patético. Você não merece lugar nesta indústria."

Ainda no Twitter, Ryan Kirby, vocalista da banda cristã de metal Fit For a King, chamou a atenção para a hipocrisia dos que dizem que não pagariam para ver um show dos As I Lay Dying, mas o fariam para ver uma luta do boxeador Floyd Mayweather (acusado de agredir a ex-mulher numa crise de ciúmes).

Banda surgida no meio do rock cristão, o As I Lay Dying (título de um romance de William Faulkner) estourou em 2007, com seu quarto álbum, "An ocean between us", que lhes valeu uma indicação ao Grammy por causa da canção "Nothing left".

"PENSAMENTO AFETADO POR USO DE ESTEROIDES"

Em 2014, Tim Lambesis foi condenado a seis anos de prisão, na corte de San Diego, depois de ter se declarado culpado de pagar pelo assassinato de sua ex-mulher, Meggan Lambesis. Ele disse que Meggan havia restringido seu acesso aos três filhos adotivos, e que ela estava zangada com a quantia que receberia em um acordo de divórcio.

Depois de aparentemente contar duas vezes a um homem em sua academia de ginástica que ele queria que sua esposa fosse morta, ele encontrou Red, um assassino de aluguel, a quem deu US$ 1.000, fotografias de sua esposa e os códigos de segurança de sua casa. Mas Red, era, na verdade, um policial sob disfarce que seguira uma dica do personal trainer do cantor.

Tim Lambesis foi preso em 7 de maio de 2013. Ele declarou inocente e seu advogado alegou: "Suas capacidades mentais foram devastadoramente afetadas pelo uso de esteroides". Em 25 de fevereiro de 2014, ele se declarou culpado.

Dias antes de iniciar o cumprimento da sentença, Lambesis deu uma polêmica entrevista em que admitiu que os membros da banda haviam perdido sua fé, mas mesmo assim se mantiveram calados para não decepcionar os fãs cristãos.

Em dezembro de 2016, o músico saiu da prisão em liberdade condicional. Nesse meio tempo, os músicos do As I Lay Dying formaram o grupo Wovenwar e lançaram dois álbuns.

No ano passado, Lambesis publicou na página oficial do As I Lay Dying no Facebook uma longa declaração "pedindo desculpas a todos" por suas ações. Então, em junho deste ano, a banda voltou com à sua formação original para lançar o single "My own grave" e fazer um show em San Diego — o primeiro em cinco anos.

Em um vídeo divulgado na época, os músicos deram suas justificativas para aceitar a proposta da volta, depois de algumas recusas. O guitarrista Nick Hipa disse sobre o vocalista: "Eu estava olhando diretamente em sua alma, procurando por qualquer indício de falta de autenticidade. Foi como se eu soubesse que isso era um truque. E quando eu não vi, quando eu finalmente abaixei minha guarda, a pessoa que estava em pé na minha frente era alguém genuinamente arrependido e com remorso."

Em um vídeo divulgado na época, os músicos deram suas justificativas para aceitar a proposta da volta, depois de algumas recusas. O guitarrista Nick Hipa disse sobre o vocalista: "Eu estava olhando diretamente em sua alma, procurando por qualquer indício de falta de autenticidade. Foi como se eu soubesse que isso era um truque. E quando eu não vi, quando eu finalmente abaixei minha guarda, a pessoa que estava em pé na minha frente era alguém genuinamente arrependido e com remorso."

Professores x Governo: Lições de como acabar com uma greve

Para compartilhar esteconteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.