Humorista é obrigado a parar show e é agredido por chefe de gabinete

Por

16/06/2014 15h13 — em Famosos & TV

Gustavo Mendes, que interpreta a personagem Dilma no "Agora é Tarde", foi agredido no último domingo após piadas políticas.

A prefeitura de Búzios interrompeu o show do humorista, pois a mãe do prefeito local não teria gostado das piadas.

Ao descer do palco, Gustavo levou um chute nas costas de Robinho, chefe de gabinete da prefeitura, conforme foi informado pelo próprio humorista.

Seguranças tiveram que conter Robinho enquanto Gustavo foi levado pelo carro da prefeitura para não apanhar mais. O motorista deixou Gustavo no centro de Cabo Frio e o empresário do humorista foi buscá-lo.

"Foi chocante. Ele saiu chorando muito do show. Parecia uma ditadura, censura mesmo. Coisa de louco. A população ficou revoltada, pois estavam gostando do show", disse o empresário.

Segundo o comunicado da prefeitura, "Por se tratar de um show inserido em um evento de uma comunidade religiosa, foi solicitado, pela Prefeitura de Búzios, previamente, o cuidado especial com o texto teatral para que fosse apresentado em praça pública, evitando ofensas e agressões verbais aos presentes. Porém, no decorrer do evento, em diversos momentos, ocorreram episódios deselegantes e desrespeitosos ao público, incluindo idosos e religiosos".

Mas o empresário nega: "Não fomos contratado para nenhum evento religioso e, sim, para o Búzios Love".

Gustavo deve acionar a justiça.