Ícone do cinema, Sean Connery recusou papeis em Matrix e Senhor dos Anéis

Por Portal do Holanda

31/10/2020 11h44 — em Famosos & TV

Foto: Georges Biard/Wikimedia Commons

O primeiro James Bond da história dos cinemas, Sean Connery, que morreu aos 90 anos, recusou papéis-chave em produções gigantes da indústria cinematográfica. “Matrix” e “Senhor dos Anéis” foram algumas das propostas recusadas pelo ator. Ele foi a primeira opção para o personagem Morpheus, que acabou sendo interpretado por Laurence Fishburne.  

Morpheus, em Matrix, e Galdalf, em Senhor dos Anéis, poderiam ter sido interpretados por Sean Connery.
E adivinha só? O Gandalf de “Senhor dos Anéis”, um dos personagens mais reconhecidos mundialmente, também poderia ter sido dele. O artista recebeu o convite, mas também deu a resposta negativa porque não entendeu o roteiro, segundo O Globo.  O cachê, de nada menos que  U$450 milhões, acabou ficando para Ian McKellen.

 "Eu li o livro. Eu li o roteiro. Eu vi o filme. Eu ainda não entendo. Ian McKellen, eu acho, está maravilhoso nele”, comentou Connery mais tarde.

Já em 2003, o ator fez uma escolha que pode ter sido um dos motivos  da sua aposentadoria: o filme “A liga extraordinária”, no qual ele teve fortes atritos com o diretor Stephen Norrington. Ele teria tentado “salvar” o filme ao dar algumas sugestões, mas sem sucesso, resultando em um grande fracasso de crítica e público. 

Connery nunca confirmou, mas especula-se que foi por conta dessa experiência que ele decidiu deixar de atuar. 

No entanto, a situação jamais tirou o brilho da sua carreira de 50 anos. Connery participou de outras produções como “Indiana Jones” e “Os Intocáveis”.


+ Famosos & TV