Compartilhe este texto

Criolo na Virada tem coro contra Bolsonaro, a favor de Lula, e repercute Lancellotti

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

28/05/2022 23h34 — em
Famosos & TV



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois de quase uma hora de atraso, quase às 22h, o rapper Criolo subiu ao palco Parada Inglesa, da Virada Cultural, onde uma multidão o aguardava, na noite deste sábado, ao som de "Pretos Ganhando Dinheiro Incomoda Demais", ao lado de DJ DanDan, com quem cantou junto a maioria das canções.

Logo no início do show, Criolo engatou uma manifestação política, numa fala recheada de sacarsmo e contrária à própria organização da Virada. "Se você puder entrar no Instagram do padre [Júlio] Lancelotti, vai ser tão interessante", disse, em referência às acusações do padre contra a prefeitura paulistana.

Segundo Lancelotti, o órgão ofereceu uma marmita e R$ 60 para moradores em situação de rua trabalharem por 12 horas na montagem dos palcos do evento. Criolo repetiu a fala e pediu que a intérprete de libras de seu show enfatizasse bem o recado.

A atmosfera política também esteve presente entre o público, que mais de uma vez fez gritos em coro de "ei, Bolsonaro, vai tomar no cu" e "olê, olê, olá, Lula, Lula".

Lançado no início do mês, "Sobre Viver", disco que marca o retorno de Criolo ao rap --após anos na cena MPB--, compôs a setlist, com canções como "Diário do Kaos", "Aprendendo a Sobreviver", "Moleques São Meninos, Crianças São Também" e "Quem Planta Amor Aqui Vai Morrer".

Houve também aceno a outras eras da carreira do músico, com faixas como "Sistema Obtuso", "Lion Man", "Yemanjá Chegou" e "Não Existe Amor em SP".

Foi num clima intimista e com o samba de "Menino Mimado" que Criolo encerrou sua apresentação na Virada, ovacionado pelo público, que pediu bis em êxtase. O início do arranjo de "Grajaú X" começou a tocar e o músico deu a entender que cantaria o hit, o que animou a plateia, mas logo depois se despediu e saiu.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Famosos & TV

+ Famosos & TV