Compartilhe este texto

Acusada de plágio, Globo comprou nome de ‘A Dona do Pedaço’ por R$ 300 mil

Por Portal do Holanda

18/05/2022 16h40 — em
Famosos & TV


Foto: Reprodução/TV Globo

A TV Globo, que vem sendo acusada pela cozinheira Sandra Rodrigues Campos por plágio por causa da novela “A Dona do Pedaço” (2019), em um processo milionário, pagou R$ 300 mil para poder usar o nome da novela de Walcyr Carrasco. 

Segundo o Notícias da TV, o valor foi pago a Aderson Rozani, ex-diretor do programa “A Dona do Pedaço”, criado por Sandra Rodrigues Campos, em 2004 exibido na TV Gente, em  São José do Rio Preto, interior de São Paulo.

Sandra era gerente comercial na produtora de Anderson e fazia bolos para complementar a renda da família. O diretor insistiu que ela apresentasse um programa de culinária quando a apresentadora original fraturou o nariz, e o sucesso que Sandra fez acabou a mantendo no programa.

Foi ela quem sugeriu o nome disputado após ler uma reportagem sobre mulheres empreendedoras e ver a expressão “as donas do pedaço”, sugerindo a Aderson. Ele batizou o programa  de  “A Dona do Pedaço”, já que ela seria somente uma apresentadora. Com isso, Sandra registrou a marca e a ideia no cartório da cidade, já que não tinha dinheiro para fazer no Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

Aderson combinou de fazer o registro no INPI correto porque os dois tinham planos no futuro de ter um restaurante com o mesmo nome. 

Enquanto apresentava, Sandra ficou conhecida como A Dona do Pedaço por todos da cidade. O programa durou 4 anos e os planos do restaurante nunca foram colocado em prática. 

Mas em 2019, Aderson foi procurado pela Globo e vendeu a marca para a emissora sem avisar Sandra, que foi surpreendida quando a novela que tem o seu apelido foi ao ar. 

Agora, ela não pode mais usar o apelido que criou em 2004. A novela conta a história de Maria da Paz (Juliana Paes), que se torna uma famosa boleira. 

Segundo o Notícias da TV, a Globo procurou o advogado de Sandra para propor um acordo extrajudicial. O motivo da pressa para que a briga se encerre é que a novela está sendo exibida em Portugal com grande audiência, e a Globo não quer arriscar ter que tirá-la do ar.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Famosos & TV

+ Famosos & TV