Siga o Portal do Holanda

Famosos & TV

Najila Trindade diz que está com síndrome do pânico e que achou que nome ficaria em sigilo

Publicado

em

 

 

Najila Trindade, que acusa Neymar de estupro, concedeu uma entrevista para o ‘Domingo Espetacular’, da Record, e disse ser vítimas de outros crimes já que acreditou que teria o nome resguardado ao fazer a denúncia da delegacia.

A modelo diz estar sendo vítima de perseguição e que não é esse tipo de mulher que as pessoas estão pensando. “As pessoas querem tirar proveito da minha dor, ficam me seguindo, seguindo a minha família. Eu venho sofrendo mais crimes, eu venho sofrendo...invadiram meu apartamento, estão me caluniando e inventando coisas sobre mim”, disse.

“Eu não pensei na repercussão porque eu acreditei na lei. Foi sigilo, eu confiei na lei, apenas isso. Eu jamais pensei que fosse parar na internet, estar exposta lá. Nunca imaginei, até porque isso é um crime”, disse.

Najila reafirmou ainda que teve o apartamento arrombado e na ocasião teve o tablet roubado. No aparelho estava a íntegra do vídeo com Neymar no hotel.

“Meu apartamento foi arrombado, tem marcas. Ninguém sabe e ninguém viu, não tem câmera de segurança. Um complô contra mim. Todas as coisas de valor... Tudo sumiu. Eu não sou de ferro, isso foi o máximo, o que mais querem de mim? Eu já estou com trauma suficiente. Eu quero ficar em paz”, disse.

Najila não quis falar sobre o que tinha no restante do vídeo e afirmou estar com síndrome do pânico. “Eu me dopei, tomei remédio, muito remédio, ignorei tudo e vivi a base de medicação. Quando acordava, vinham flashes das pessoas falando coisas sobre mim e cada vez eu queria me dopar mais, porque está tudo distorcido, errado. Eu queria gritar. Eu só sei que minha vida está um pesadelo. Só vem piorando. Eu cheguei no Brasil e cada vez mais eu fico pior. Cada vez mais as coisas saem do controle e as pessoas não têm respeito pela minha dor, a dor do meu filho”, desabafou.

O uso politico do caso Alejandro

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.