Siga o Portal do Holanda

Famosos & TV

Najila abre o jogo e diz que foi enganada: ‘só se aproveitaram da situação’

Publicado

em

Foto: Reprodução Record

Najila Trindade, que acusa Neymar de estupro, voltou a falar sobre o assunto em entrevista ao “Uol Esporte” e se diz traída por pessoas próximas.

A modelo contou que se afastou com o filho para se recuperar mentalmente e não expor o filho pequeno. “Tenho poupado ele disso tudo. Aqui não acessamos internet e nem vemos televisão. Mas agora ele volta à escola e é essa a minha preocupação, ou seja, cuidar dele para que cresça como um homem honesto e respeitador”.

Najila diz que ainda está muito abalada. “Tem como não ficar? Eu fui conhecer alguém que queria chegar perto e isto acabou em tragédia, expectativas totalmente frustradas. Depois, fui enganada por pessoas que só quiseram se aproveitar da minha situação deplorável. Na sequência, fui exposta para o mundo inteiro na minha intimidade e tudo mais, salientando que quando "dei entrevista" ao Cabrini estava extremamente dopada. E eu, que já estava achando que estava recebendo apoio, houve um reverso e meu sofrimento aumentou. Após a entrevista pré-ordenada, a história foi totalmente distorcida de propósito, passando a ser divulgada na mídia como se eu fosse uma aproveitadora. Veja que até minha família foi vítima de acusações levianas e despropositadas”, disse.

“E teve meu apartamento também que foi roubado, onde levaram todos meus pertences de valor, isto enquanto eu estava dopada, entraram e saíram de lá como se fosse casa de ninguém. Tiveram a ousadia de filmar e colocar tudo na internet. Meu filho não quis mais voltar ao apartamento porque ficou traumatizado”, continuou.

 

Atacada nas redes sociais, Najila se defende: “Embora cruelmente algumas pessoas desprovidas de sentimentos acham que quis dar golpe. Golpe baixo foi o que recebi. Mas vida que segue. Deus sabe de tudo”.

Sobre a entrevista do ex-marido, Estivens Alves, de que “não houve estupro”, Najila se revolta: “Achei desnecessário e até mesmo me gerou um certo repúdio quando eu li que Estivens era "testemunha-chave". Mas chave de quê? Eu realmente não sei o que está acontecendo com as leis ou com a aplicação das leis com igualdade. Seja para rico ou pobre. Primeiro, Estivens não pode afirmar nada com total convicção por que ele não estava lá, portanto nada viu, nada sabe e nada prova. Deve ser levado em consideração que ele é meu ex e não sabe da minha vida, sequer sabia que eu ia viajar, o que já demonstra que da minha vida ele não tem conhecimento. Então, como pode ser testemunha-chave?”, criticou.

E questiona as atitudes recentes do ex: “Vejo que hoje ele está se interessando mais pelo assunto do que na época. Por qual motivo? Por que não relatou sobre ter visto a outra parte do vídeo? Por que só agora? Não é muito estranho? Depois que toda essa tragédia veio a público, percebo com clareza que a forma com que ela está sendo conduzida me dá mais certeza de que precisamos falar urgente da cultura do estupro e do machismo”.

“Estou sofrendo retaliações, porque as pessoas ainda não entenderam o que de fato aconteceu. Cada um analisa o caso ao bel prazer, quando não é com fanatismo, e por conta do futebol”, continuou.

“Desde que tudo isso aconteceu, ninguém se aproximou de mim com o intuito de me ajudar. A forma com que as coisas estão hoje mostra claramente isso. A todo tempo eu peço por justiça somente. Justiça. Sinto que se aproveitaram do meu desespero, do meu trauma e desorientação. O que me preocupa ainda mais como esse caso é tratado aqui no Brasil. De forma ignorante e desumana. Não tive apoio em nenhum momento, só porque se trata de uma celebridade com poder aquisitivo e econômico, circunstância esta que está me sufocando, e que posso afirmar, deve ser o mesmo grito de socorro sem eco da mulher que está sendo violentada agora, ou daqui há alguns minutos”.

Agenda oculta de Bolsonaro: acabar com a Zona Franca de Manaus

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.