São Paulo, enfim, está livre do risco de rebaixamento à segunda divisão

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

06/12/2021 20h35 — em Esportes

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O São Paulo, enfim, está livre do risco de rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Demorou, foi apenas na penúltima rodada do Nacional, mas a vitória nesta segunda-feira (6) sobre o Juventude, por 3 a 1, no Morumbi, garantiu a permanência do clube na Série A. Com 48 pontos, a equipe não pode mais ser alcançada pelos adversários que estão na zona da degola.

Luciano duas vezes e Calleri, os nomes mais cantados pela torcida são-paulina, anotaram os gols do triunfo diante dos gaúchos, que vão para a última rodada com risco de queda à segunda divisão -o time de Jair Ventura enfrenta o Corinthians, que já assegurou a classificação à fase de grupos da Copa Libertadores do ano que vem, na quinta (9), em Caxias.

Artilheiro do campeonato na última edição com 18 gols, Luciano enfrentou uma série de problemas de lesão na atual temporada, e a falta de continuidade teve impacto sobre o seu desempenho, muito aquém do exibido no Brasileiro de 2020.

Em apenas 30 segundos de partida contra o Juventude, o camisa 11 deu um carrinho na lateral e levou cartão amarelo, sinal de nervosismo pela necessidade do resultado e a pressão para escapar do descenso.

Aos 4 minutos, porém, o mesmo Luciano desviou de cabeça o cruzamento de Rigoni para abrir o placar no Morumbi e marcar o seu terceiro gol no Brasileiro.

O São Paulo administrou a vantagem e pouco foi ameaçado pelos visitantes, ainda que tenha concedido aos gaúchos faltas em boas posições para que a bola fosse alçada na área de Tiago Volpi.

A torcida tricolor só ficou ligeiramente mais aliviada quando Calleri, aos 42 minutos, aproveitou rebote do goleiro Douglas após cabeceio de Luciano e desviou para a rede, anotando o segundo do São Paulo no jogo e o quinto do argentino no Nacional.

Na etapa final, o Juventude seguia rondando a área de Tiago Volpi, mas sem levar perigo. Até que Chico cruzou da esquerda, Michel Macedo dominou do outro lado e tocou para o meio da área. Arboleda cochilou, perdeu a marcação de Sorriso e o atacante colocou para dentro, diminuindo a vantagem dos donos da casa, aos 17.

Apesar de pressionado pelo gol do time alviverde, o São Paulo teve Luciano em uma noite inspirada. Quatro minutos depois de Sorriso marcar, Miranda mandou uma bola longa direto da defesa para o camisa 11, que aproveitou vacilo de Forster e tocou de primeira na saída de Douglas para anotar o terceiro e fechar a vitória.

O apito final no Morumbi colocou fim ao suplício são-paulino no Campeonato Brasileiro, em uma temporada que acenava com um caminho muito mais positivo do que o trilhado ao longo de 2021.

Sob o comando de Hernán Crespo, o clube se sagrou campeão paulista, encerrando um incômodo período de nove anos sem títulos. O esforço para a conquista do Estadual, porém, passou fatura no elenco, que viu seu desempenho físico e técnico cair de maneira preocupante no Nacional.

Eliminado da Libertadores pelo rival Palmeiras, que nunca havia vencido os tricolores no torneio continental e terminou bicampeão da América, caiu também na Copa do Brasil para o Fortaleza, nas quartas de final.

Diante dos cearenses, tinha aberto uma vantagem de 2 a 0 no jogo de ida, no Morumbi, e permitiu o empate nos minutos finais. No Castelão, foi amplamente superado pela equipe de Juan Pablo Vojvoda, que venceu por 3 a 1 e eliminou os paulistas.

Sobrou, então, a disputa do Brasileiro. Mas Crespo não foi capaz de tirar de seus atletas o bom rendimento que havia conseguido deles no Paulista. Uma sequência de seis empates causou a demissão do argentino, que foi substituído por Rogério Ceni.

Sob o comando do ídolo, campeão brasileiro na edição anterior com o Flamengo, o desempenho também não foi bom, mas vitórias importantes contra Corinthians, Internacional e Palmeiras (esta como visitante, no Allianz), deram fôlego ao São Paulo para pontuar mais que seus adversários da parte de baixo e escapar do rebaixamento, alívio consumado na noite desta segunda, ao bater o Juventude, com Luciano como protagonista.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Esportes