Compartilhe este texto

Pedro marca, Flamengo vence Goiás e dá passo por paz após dias turbulentos

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

21/05/2022 18h03 — em
Esportes



SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Depois de dias marcados pelo atrito entre o técnico Paulo Sousa e o goleiro Diego Alves, o Flamengo mostrou que os bastidores turbulentos não interferiram e venceu o Goiás por 1 a 0 na tarde deste sábado (21), no Maracanã, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O gol da partida foi marcado por Pedro, no começo do primeiro tempo.

O resultado dá um respiro ao Rubro-Negro após um início ruim no Brasileiro. Foi apenas a segunda vitória da equipe na competição. No geral, são quatro jogos seguidos sem perder.

Na próxima rodada do Brasileiro, o Flamengo terá o clássico contra o Fluminense no domingo (29), às 18h, novamente no Maracanã (o mando é do Flu). Um dia antes, às 16h30, o Goiás recebe o Red Bull Bragantino em Goiânia.

Antes do clássico, o Flamengo ainda entra em campo no meio de semana. Na terça (24), às 21h30, o time rubro-negro enfrenta o Sporting Cristal-PER, também no Maracanã, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores —a equipe de Paulo Sousa já está classificada às oitavas de final do torneio continental.

QUEM FOI BEM

Gabigol atuou como armador e ditou o ritmo das principais jogadas ofensivas do Flamengo. Iniciou, inclusive, a jogada do gol do time na partida com bonito passe de trivela. Apesar de ter passado em branco, foi um dos grandes destaques da vitória rubro-negra.

QUEM FOI MAL

Bruno Henrique foi muito caçado e sofreu com faltas do Goiás, mas errou lances simples. Teve boa oportunidade de marcar no primeiro tempo, mas parou em Tadeu.

CRONOLOGIA DO JOGO

O Flamengo dominou as ações da partida desde o início e conseguiu abrir o placar cedo. Logo aos 16 minutos do primeiro tempo, após boa troca de passes, Pedro recebeu cruzamento de Matheuzinho e finalizou de primeira para fazer 1 a 0. O time rubro-negro ainda teve um gol de Pablo anulado por conta de uma falta de ataque.

O segundo tempo teve um ritmo mais lento, sem tantas chances. O Flamengo criou menos do que na etapa inicial e cedeu espaços para o Goiás, especialmente na reta final da partida. O placar, porém, permaneceu o mesmo.

O JOGO DO FLAMENGO

Antes de a bola rolar, a torcida pediu raça ao elenco. Foi justamente isso que o time conseguiu entregar em campo no primeiro tempo. Paulo Sousa optou por uma escalação ofensiva, com Pedro e Gabigol juntos e um volante a menos. A proposta era clara: encurralar o Goiás, manter a posse de bola no campo de ataque e não dar espaços. O rendimento caiu na etapa final, e o time levou alguns sustos. O time terminou o jogo com quatro volantes.

O JOGO DO GOIÁS

O time de Jair Ventura cedeu o gol cedo para o Flamengo e não mostrou forças para reagir. No segundo tempo, o treinador mudou a formação, mas o Goiás seguiu tendo pouco poderio ofensivo, mas teve mais a posse de bola. Apodi foi uma das principais válvulas de escape, mas Ayrton Lucas levou a melhor sobre o atacante.

SOUSA RECEBE VAIAS, MAS ESCOLHA POR PEDRO FUNCIONA

Mais uma vez, o técnico português foi vaiado no anúncio da escalação no Maracanã. Com a bola rolando, porém, o clima ficou mais tranquilo. E a única mudança que o treinador fez na equipe em relação ao último jogo (Pedro no lugar de Andreas Pereira) se pagou. O time foi bem e o centroavante foi decisivo para a vitória.

GABIGOL SE SAI BEM EM NOVA FUNÇÃO

Pedro foi escalado como a referência do ataque. Com isso, o camisa 9 atuou mais recuado do que de costume, praticamente como armador. Foi muito bem na criação de jogadas, inclusive no lance que resultou no primeiro gol, com belo passe de trivela para Matheuzinho dar a assistência para Pedro.

TORCIDA APOIA, MAS FAZ COBRANÇAS

Durante a maior parte do tempo, o clima foi de festa e apoio no Maracanã. Antes da partida, os torcedores pediram raça e vaiaram o técnico Paulo Sousa. Na reta final, o Goiás adiantou as linhas e gerou um clima de apreensão entre os presentes. "Isso aqui não é Vasco, isso aqui é Flamengo", foi um dos principais gritos. Houve xingamentos a Marcos Braz.

APODI PERDE A CHANCE DE EMPATAR

Aos 45 minutos do segundo tempo, o atacante do Goiás recebeu em condição clara para empatar a partida, mas isolou e desperdiçou chance incrível.

HUGO: MAIS APOIO DO QUE VAIAS

Diferentemente da última terça (17), na vitória por 3 a 0 sobre a Universidad Católica-CHI, Hugo recebeu uma trégua da torcida e recebeu mais incentivos do que vaias das arquibancadas. Em campo, não teve tanto trabalho.

DIEGO ALVES COMPARECE AO MARACANÃ

Depois de ser o centro da grande polêmica da semana do Flamengo por causa do atrito com o técnico Paulo Sousa, o goleiro esteve no estádio e subiu ao gramado no aquecimento da equipe, ao lado de outros atletas lesionados. Ele segue fora de combate por causa de uma pubalgia.

FLAMENGO

Hugo; Matheuzinho, Rodrigo Caio, Pablo e Ayrton Lucas; Willian Arão; Everton Ribeiro (Andreas Pereira), Arrascaeta (Thiago Maia) e Bruno Henrique (Lázaro); Pedro e Gabigol (João Gomes). Técnico: Paulo Sousa

GOIÁS

Tadeu; Da Silva (Matheus Sales), Caetano e Sidimar; Diego, Caio Vinícius, Elvis (Fellipe Bastos) e Danilo Barcelos; Apodi (Maguinho), Pedro Raul (Nicolas) e Dadá Belmonte. Técnico: Jair Ventura

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Horário: 16h30 (horário de Brasília)

Público: 47.680 pagantes/51.692 presentes

Renda: R$ 1.975.192,50

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)

Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)

VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Cartões amarelos: Bruno Henrique (FLA); Pedro Raul, Da Silva, Elvis (GOI)

Gols: Pedro, aos 16' do 1º tempo (FLA)



O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Esportes

+ Esportes