Compartilhe este texto

Itália empata com Croácia no fim e avança; Espanha elimina time de Sylvinho

Por Folha de São Paulo

24/06/2024 18h00 — em
Esportes



SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A segunda-feira (24) foi de emoções no grupo B da Eurocopa. Precisando da vitória, a Croácia até saiu na frente da Itália, mas levou um gol no fim e viu os italianos garantirem vaga nas oitavas de final. No outro jogo, a Espanha venceu a Albânia e assegurou a liderança da chave.

A Espanha chegou aos nove pontos e terminou a primeira fase na liderança e com 100% de aproveitamento. A Itália foi a quatro e fechou na segunda colocação. A Croácia, por sua vez, chegou a dois e espera a definição dos outros grupos para saber se irá às oitavas como uma das melhores terceiras colocadas. A Albânia, treinada pelo brasileiro Sylvinho, ficou em quarto com apenas um e deu adeus ao torneio.

A Itália sofreu, até saiu atrás da Croácia, mas conseguiu o empate por 1 a 1 no último lance do jogo em Leipzig. Zaccagni foi o herói da noite, que também teve Modric como um personagem importante.

A Croácia foi a campo com: Livakovic; Stanisic, Sutalo, Pongracic e Gvardiol; Kovacic, Brozovic e Modric; Sucic, Pasalic e Kramaric. A Itália teve como titulares: Donnarumma; Di Lorenzo, Bastoni, Calafiori e Darmian; Barella, Jorginho e Pellegrini; Di Marco, Raspadori e Retegui.

A Croácia até começou o jogo ao seu estilo, tocando a bola, e assustou com uma bomba de Sucic, que foi defendida por Donnarumma. No entanto, a Itália assumiu o controle da partida e terminou o primeiro tempo sendo mais perigosa. Bastoni, de cabeça, e Pellegrini, com uma finalização próxima à área, obrigaram Livakovic a fazer boas defesas e levar o 0 a 0 para os vestiários.

Luka Modric foi do inferno ao céu no começo do segundo tempo. O camisa 10 teve a chance de abrir o placar após a arbitragem pegar pênalti de Frattesi, que tocou com a mão na bola, mas bateu mal, e Donnarumma defendeu. Na sequência do lance, Budimir completou cruzamento, porém também parou no goleiro italiano. Na sobra, Modric não perdoou e abriu o placar para a Croácia.

Com a vantagem no placar, a Croácia se retraiu e foi pressionada pela Itália. A Azzurra abusou das jogadas pelos lados do campo e dos cruzamentos na área. A defesa croata, bem postada, resistiu às investidas italianas. O castigo veio no último lance do jogo, quando Zaccagni recebeu com espaço pela esquerda e finalizou no ângulo de Livakovic, que não alcançou.

Mesmo repleta de reservas, a Espanha venceu a Albânia por 1 a 0 jogando na Merkur Spiel-Arena, em Düsseldorf. Ferran Torres, no primeiro tempo, marcou o único gol do jogo.

A Albânia foi a campo com: Strakosha; Balliu, Djimsiti, Ajeti e Mitaj; Ramadani, Asllani e Laci; Asani, Bajrami e Manaj. A Espanha teve como titulares: Raya; Navas, Vivian, Laporte e Grimaldo; Zubimendi, Merino e Dani Olmo; Oyarzabal, Ferran Torres e Joselu.

Precisando do resultado, a Albânia até ensaiou pressionar no começo do jogo, mas logo foi dominada pela Espanha. Os espanhóis assustaram primeiro pelo alto, mas chegaram ao gol justamente ao seu melhor estilo: trabalhando a bola. Aos 13, Dani Olmo recebeu com espaço pelo meio e deixou Ferran Torres cara a cara com Strakosha. O atacante só tirou do goleiro e colocou La Furia à frente no placar.

A Espanha teve diversas chances para ampliar o placar ainda no primeiro tempo, mas pecou nas finalizações. Do outro lado, a Albânia quase empatou nos acréscimos. Asllani recebeu com espaço na entrada da área e finalizou colocado, mas Raya voou no canto esquerdo e espalmou, levando o 1 a 0 para o intervalo.

A Albânia voltou extremamente ofensiva para o segundo tempo e conseguiu pressionar a Espanha. Broja teve uma chance clara de empatar o jogo, mas Raya saiu bem do gol e evitou. Mais tarde, Asllani levou perigo em um chute de longe.

Pensando nos contra-ataques, o técnico Luis de la Fuente, da Espanha, colocou em campo algumas de suas estrelas, como Lamine Yamal. As chances, no entanto, foram poucas. Os espanhóis conseguiram se segurar na defesa e saíram com a vitória.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Esportes

+ Esportes