Fluminense defende invencibilidade em estreias na Libertadores

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

21/04/2021 16h05 — em Esportes

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Assunto que não sai da cabeça dos tricolores, a Copa Libertadores começa para o Fluminense nesta quinta-feira (22), contra o River Plate, no Maracanã. Apesar de o adversário ser considerado uma pedreira, o retrospecto traz boas lembranças: o time carioca nunca perdeu em estreias na competição internacional.

Esta será a sétima participação do Fluminense no maior torneio de clubes da América —também disputou em 1971, 1985, 2008, 2011, 2012 e 2013. Com os primeiros jogos de cada uma das seis campanhas até aqui, o time tricolor acumula três vitórias e três empates.

É importante lembrar que, apesar do grande número de vagas disponível com o aumento da competição e a criação da fase preliminar, até os anos 2000, apenas dois times brasileiros se classificavam.

Em 1971 e 1985, o Fluminense enfrentou brasileiros na fase de grupos, estreando contra Palmeiras e Vasco, respectivamente. Na primeira ocasião, venceu os alviverdes, mas deixou a competição ainda na primeira fase, o que também ocorreu em sua volta ao torneio, quando estreou com empate com os cruzmaltinos.

No retorno à competição após 23 anos, em 2008, o time tricolor caiu no "grupo da morte", desta vez com Arsenal-ARG, campeão da Copa Sul-Americana à época, Libertad (PAR), time de Nicolas Leoz, então presidente da Conmebol, e LDU (EQU), da altitude de Quito.

Campeão da Copa do Brasil no ano anterior, o Fluminense estreou pela primeira vez fora do país, justamente contra os equatorianos, que acabariam se tornando algozes na final da competição.

No primeiro jogo, entretanto, em atuação destacada de Thiago Silva, a equipe comandada por Renato Gaúcho ficou no empate sem gols, que teve gosto de vitória pelas adversidades impostas pelos 2800 metros acima do nível do mar.

Aquela foi a campanha mais destacada do Fluminense na Libertadores. Melhor time da fase de grupos, eliminou Atlético Nacional (COL), São Paulo e Boca Juniors (ARG) no mata-mata, todos já campeões da competição, antes da grande final contra a LDU, em que acabou derrotado.

Nos anos seguintes, com dois títulos brasileiros, o Fluminense se acostumou a disputar a competição, com estreias no estádio Nilton Santos. Em 2011, muito desfalcado, o time comandado por Muricy Ramalho ficou no empate por 2 a 2 contra o Argentinos Juniors, com dois gols de Rafael Moura.

A equipe foi até as oitavas daquela edição, em que foi eliminada pelo Libertad. No ano seguinte, em 2012, o Fluminense estreou com vitória sobre o Arsenal-ARG por 1 a 0, com gol de Fred. Desta vez, o time caiu nas quartas de final, para o Boca Juniors (ARG).

A última estreia do Fluminense na Libertadores foi contra o Caracas (VEN), em 2013. A vitória foi simples, por 1 a 0, com belo gol de Fred no estádio Olímpico da capital venezuelana. Mais uma vez o time tricolor acabou eliminado nas quartas, pelo Olímpia (PAR).

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Horário: 19h (de Brasília) desta quinta-feira (22)

Árbitro: Roberto Tobar (CHI)

Transmissão: Fox Sports e Conmebol TV

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Esportes