Compartilhe este texto

Flamengo perde chances, mas goleia Boavista e vai à semifinal do Carioca

Por Folha de São Paulo

20/02/2024 23h00 — em
Esportes



RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O Flamengo perdeu vários gols, mas concretizou a goleada e venceu o Boavista por 4 a 0 com tranquilidade nesta terça-feira (20), no Maracanã. A partida foi válida pela nona rodada do Campeonato Carioca.

A vitória classifica o Flamengo para a semifinal do Cariocão e, de quebra, também o Fluminense. O rubro-negro volta para a liderança da Taça Guanabara, com 21 pontos, o mesmo número do Flu, mas supera em saldo de gols. O Botafogo, em quinto, tem 14 pontos e não chega mais na dupla. O Boavista é o sétimo, com 12.

Autor de um dos gols, Pedro voltou a ouvir vaias no Maracanã. O camisa 9 perdeu um pênalti logo antes de sair e recebeu protestos ao deixar o campo para a entrada de Gabigol, ovacionado. Luiz Araújo e Arrascaeta, duas vezes, também marcaram.

O próximo jogo do Flamengo é o clássico com o Fluminense. A partida acontece no domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, e deve ser decisiva para o título da Taça Guanabara. No mesmo dia, o Boavista encara o Sampaio Corrêa às 20h30 (de Brasília).

A vitória marcou a estreia de Matias Viña. Apresentado nesta segunda-eira (19) oficialmente, o lateral entrou no segundo tempo. Ele já vinha treinando com o grupo, mas ainda não havia sido relacionado.

David Luiz e Everton Cebolinha foram homenageados antes do jogo. Os dois receberam camisas comemorativas pelas 100 partidas no Flamengo. Fabrício Bruno poderia ter entrado nesse grupo, mas foi poupado e ficou no banco de reservas.

O JOGO

O Flamengo deu um baile no primeiro tempo. Foi questão de tempo até o time de Tite abrir o placar. Mais envolvente e perigoso, o rubro-negro mal deixou o Boavista jogar e fez dois gols antes dos 15 minutos com Luiz Araújo e Pedro. A má notícia no duelo foi a lesão de Matheus Alessandro, atacante do time de Saquarema, que se chocou com Varela e precisou deixar o campo. Ele passará por exames para confirmar uma possível lesão ligamentar no joelho.

Sólido defensivamente, o Fla não levou sustos. Rossi até precisou entrar em ação duas vezes, mas em lances tranquilos. Pelo lado ofensivo, faltou acertar a finalização para um placar mais elástico. O Flamengo colecionou oportunidades, especialmente com Pedro, mas o camisa 9 não aproveitou. O time deixou o campo aplaudido para o intervalo.

O enredo do segundo tempo foi parecido com o do primeiro. O Flamengo seguiu perdendo um caminhão de oportunidades, mas contou com o talento individual para ampliar a conta. Pedro ainda perdeu um pênalti, mas acabou não fazendo falta.

Tite promoveu várias mudanças no time, apostando em Gabigol, Bruno Henrique, Matias Viña, Cleiton e Wesley para mudar a dinâmica. A equipe seguiu com a posse e criando, mas só foi selar a goleada que vinha se desenhando desde o início nos minutos finais. Jogando de segundo homem por conta dos desfalques de Gerson e Pulgar, De la Cruz brilhou.

LANCES IMPORTANTES

Perto. Logo no primeiro minuto de jogo, o Flamengo atacou pelo lado esquerdo e Luiz Araújo tentou o chute, mas a bola passou bem próxima ao gol.

1x0. Aos oito minutos, Igor Jesus achou Luiz Araújo. O atacante arriscou de fora da área e acertou o canto do goleiro André Luiz.

2x0. Aos 12, Luiz Araújo cobrou escanteio, Cebolinha pegou pelo lado esquerdo, fez bonita jogada individual e cruzou na medida para Pedro marcar de cabeça.

Uh! Aos 20, Pedro recebeu na pequena área, matou no peito, mas chutou por cima do travessão.

Quase. Aos 33, Cebolinha fez jogada individual pela esquerda e tocou para Pedro. O atacante estava dentro da área, mas não alcançou e o Boavista ficou com a posse.

Por cima. Aos 36, Luiz Araújo tocou para Cebolinha, que devolveu. O camisa 7 chutou e quase ampliou para o Flamengo, mas a bola foi acima do travessão.

Que isso. No lance seguinte, David Luiz achou Arrascaeta dentro da área, o uruguaio tocou de primeira para Pedro, que cabeceou da pequena área, mas a bola foi por cima do gol.

Impressionante! Aos 38, Luiz Araújo recebeu, fez jogada individual e chutou, mas a bola foi na trave.

Não marcou. Aos 7 minutos do segundo tempo, Cebolinha limpou a jogada e foi derrubado na área por Gabriel Almeida. O árbitro, porém, marcou escanteio apesar dos protestos dos jogadores do Flamengo.

Não rolou. Aos 12, Arrascaeta fez jogada individual de qualidade na direita. Ele passou por três adversários e a bola sobrou para De la Cruz. O uruguaio chutou, mas rebateu na defesa.

Perdeu! Aos 14, Cebolinha invadiu a área e arriscou o chute, mas a bola desviou na mão de Sheldon. O VAR chamou e o árbitro marcou o pênalti. Pedro foi bater, mas acabou perdendo e parou na defesa do goleiro.

3x0. Aos 25, Arrascaeta ficou com a bola dentro da área, driblou a zaga e bateu cruzado na gaveta para ampliar.

Já não valia. Aos 35, Arrascaeta cruzou na medida para Gabigol, que tocou de primeira no travessão. O bandeirinha, porém, assinalou o impedimento.

4x0. Aos 38, De la Cruz achou Arrascaeta dentro da área, o camisa 14 abriu e chutou no canto do goleiro para fazer mais um.

FICHA TÉCNICA

Flamengo 4x0 Boavista

FLAMENGO

Rossi; Varela (Wesley), David Luiz, Léo Pereira (Cleiton) e Ayrton Lucas (Viña); Igor Jesus, De la Cruz e Arrascaeta; Luiz Araújo (Bruno Henrique), Everton Cebolinha e Pedro (Gabigol). T.: Tite

BOAVISTA

Andre Luiz; Pablo Maldini, Sheldon, Gabriel Almeida e Alyson; William Oliveira, Crystopher (Abner Vinícius) e Ryan Guilherme (Léo Costa); Matheus Alessandro (Erick Flores), Jeffinho (Matheus Ludke) e Matheus Lucas (Cristian). T.: Filipe Cândido

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Juiz: Alex Gomes Stefano

Assistentes: Luiz Claudio Regazone e Hugo Filemon Soares Pinto

VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda

Cartões amarelos: Matheus Lucas, Sheldon (BVT)

Gols: Luiz Araújo (aos 8 minutos do primeiro tempo), Pedro (aos 12 minutos do primeiro tempo), Arrascaeta (ao 25 minutos do segundo tempo), Arrascaeta (aos 38 minutos do segundo tempo)


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Esportes

+ Esportes