Felipe Lima cita dificuldade de recuperação após não conseguir ida à final da natação

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

25/07/2021 0h35 — em Esportes

TÓQUIO, JAPÃO (FOLHAPRESS) - Felipe Lima tem uma explicação para não ter conseguido a vaga para a final dos 100 m peito nas Olimpíadas de Tóquio. Seu corpo não respondeu bem a nadar as eliminatórias à noite e depois as semifinais na manhã seguinte.

"Pesou bastante essa questão. Talvez meu corpo não tenha se adaptado muito bem. Talvez não tenha me recuperado para esta manhã", explicou.

Na noite deste sábado (24, manhã no Brasil), ele fez o melhor tempo de sua carreira na prova qualificatória (59s17). Na manhã deste domingo (25, em Tóquio, noite de sábado no Brasil), ele marcou 59s80. Entre os 16 semifinalistas, ficou com o 12º melhor tempo e não entrou entre os oito finalistas que disputam medalha.

"Chegar à final era meu objetivo. Ter melhorado meu tempo depois de quase três anos foi muito importante para minha confiança", afirmou.

Após a prova, ele disse ter voltado ao seu quarto na Vila Olímpica à meia-noite. Acordou às 7h30 da manhã seguinte. A semifinal se iniciou às 11h33. Aos 36 anos, Felipe Lima é o mais velho atleta da natação masculina brasileira a participar das Olimpíadas.

Em Tóquio, nadador ainda vai participar do revezamento 4 x 100 m medley masculino e do misto.

"Saio feliz com esse resultado nos 100 m peito. Queria a final, mas igualei a marca das minhas Olimpíadas anteriores, em Londres, em 2012. No final da semifinal, cansei um pouco", finalizou.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Esportes