Compartilhe este texto

Ex-Palmeiras e Juve conta como 'fator Ronaldo' pesou em futuro na Europa

Por Folha de São Paulo

01/03/2024 10h30 — em
Esportes



SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O lateral direito Lucas Rosa teve passagens pelas categorias de base do Palmeiras e da Juventus, da Itália, antes de chegar ao Real Valladolid. À reportagem, o jogador de 23 anos contou que Ronaldo ser o presidente do time espanhol influenciou na sua decisão de escolher o novo destino na Europa.

Lucas Rosa chegou ao Valladolid no segundo semestre de 2021. O lateral começou no time B, foi promovido na temporada seguinte e disputou a La Liga na temporada passada.

Ele contou que o fato de Ronaldo ser presidente do clube foi "algo a mais" e que fez parte de sua decisão. O ex-Palmeiras ainda destacou que é um prazer "ainda maior" representar o time de um ídolo como Fenômeno, além de o Valladolid ser um "clube histórico".

"O Valladolid é um clube histórico, com muita tradição. Sempre acompanhei e, quando soube da oportunidade, foi muito legal para mim ter o interesse de um clube como esse. Obviamente, ter o presidente como Ronaldo tem um algo a mais, né? Um brasileiro, um jogador que foi espetacular, que é o ídolo de muita gente. Poder representar o clube de uma pessoa como é o Ronaldo é um prazer ainda maior, fez parte na decisão", disse Lucas, à reportagem.

O jogador vem se firmando no time e atuando como titular. Junto de outros três compatriotas na equipe, o atleta também está sendo utilizado em outras posições pelo técnico Paulo Pezzolano, ex-Cruzeiro. Ele teve seu contrato renovado até julho do ano que vem e soma um gol e duas assistências nesta temporada

Agora, ele tem como objetivo principal conquistar o acesso à primeira divisão. Com 14 rodadas restantes, o Valladolid é o atual quarto colocado na segunda divisão, com 45 pontos, cinco atrás do líder Leganés.

"Esse ano a gente tem muito claro o objetivo de subir o Valladolid para a primeira divisão, que é onde merece estar. Já no ano passado tive o prazer de jogar na La Liga. Tenho certeza que vamos conseguir voltar", afirma Lucas.

SAÍDA DO BRASIL

Lucas Rosa deixou o Palmeiras aos 18 anos, sem ter jogado pelo profissional, e foi para a Itália. Ele deu início à sua formação no Taubaté e ficou quatro anos no time alviverde. O lateral disse que ganhou projeção na Europa após disputar torneios com o time fora do país, além de ter sido chamado para a seleção brasileira de base.

Ele atraiu o interesse da Juventus e passou três temporadas nas categorias inferiores do clube até reforçar o Valladolid. Atuando e aprendendo na "maior escola defensiva" do futebol internacional, ele ganhou experiência em sua estadia em terras italianas e se moldou na parte tática e física como jogador.

O jogador disse que foi sondado pela seleção italiana de base, mas que sonha mesmo em defender a "amarelinha". Lucas tem dupla nacionalidade e, embora não descarte atuar pela Itália, não esconde que sua prioridade é o escrete canarinho.

O QUE MAIS LUCAS ROSA DISSE

Formação no Palmeiras

"Os quatro anos no Palmeiras foram anos muito importantes para mim. Ganhando campeonatos, participando de torneios fora do país, aproveitando a base de um grande clube do Brasil. Esses torneios fora do Brasil e somado a convocações para seleção de base despertaram o interesse da Juventus, para onde me transferi assim que fiz 18 anos".

Gratidão pelo Alviverde

"Eu tenho uma gratidão pelo Palmeiras, um carinho muito grande por ter sido meu clube formador, que me acolheu e onde aprendi muito. Então, não digo que teria prioridade [em uma possível volta ao Brasil no futuro], mas sim que eu tenho um carinho muito grande e foi um clube que fez parte da minha trajetória".

Ida e desenvolvimento na Europa

"Saí muito cedo do Brasil, ainda com 18 anos, e tive três anos na Juventus. Foi um período muito bom para mim, de muito aprendizado e muita evolução. E também sendo um defensor, a Itália é a maior escola da parte de defesa, da parte tática. Então, aprendi muito dessa parte de tática e de defesa com eles, o que é muito importante porque chegando na Espanha é uma coisa que soma bastante".

Sondagem da Itália

"Enquanto eu estive na Juventus, tive uma sondagem da seleção italiana na categoria de base. Com certeza é uma possibilidade, mas eu, sendo brasileiro de origem, nasci e cresci no Brasil, com certeza a minha prioridade seria defender a amarelinha. Com certeza é meu sonho e meu objetivo poder representar o nosso país no futebol".


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Esportes

+ Esportes