Delegação do Quirguistão ignora máscaras em abertura das Olimpíadas

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

23/07/2021 9h36 — em Esportes

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A delegação do Quirguistão, país da Ásia Central e ex-membro da União Soviética, entrou praticamente inteira sem máscaras na cerimônia de abertura das Olimpíadas de Tóquio. Apenas três de seus integrantes usavam a proteção.

O Comitê Olímpico Russo também já desfilou na cerimônia de abertura. Os atletas não podem desfilar sob bandeira russa, pois o país está oficialmente suspenso dos Jogos Olímpicos devido a casos de dopings. Os atletas podem disputar as Olimpíadas sob a bandeira do comitê olímpico do país. O hino russo também não poderá ser executado em Tóquio.

O tamanho das delegações que desfilam na abertura foi definido pelo comitê olímpico de cada país. O COB decidiu enviar quatro pessoas: Bruninho, do vôlei, Ketlyn Quadros, do judô, Marcos La Porta, chefe da missão, e um representante administrativo. Há países, porém, que autorizaram a participação de grupos mais numerosos. A delegação da Itália, por exemplo, tinha dezenas de pessoas.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Esportes