Compartilhe este texto

Com novo ânimo, Brasil volta a disputar Copa América nos EUA sem Neymar

Por Folha de São Paulo

23/06/2024 9h00 — em
Esportes



LOS ANGELES, EUA (UOL/FOLHAPRESS) - A seleção brasileira inicia nesta segunda-feira (24) a sua trajetória na Copa América em mais uma edição nos Estados Unidos. A última participação na terra do Tio Sam foi traumática.

Sem Neymar, o Brasil foi eliminado na primeira fase em 2016. A seleção empatou com Equador, venceu Haiti e perdeu para o Peru. O Chile foi o campeão.

Neymar optou por não disputar a Copa América para focar na Olimpíada do Rio de Janeiro, quando na ocasião o Brasil conseguiu a primeira medalha de ouro olímpica no futebol.

A péssima participação do Brasil sem seu astro culminou na demissão de Dunga, que foi substituído por Tite no meio do ciclo para a Copa do Mundo de 2018.

O Brasil chegou para a Copa América Centenário em 2016 já pressionado. Dunga não empolgava o torcedor e fez ali seu último trabalho na função.

Desta vez, há um novo ânimo na seleção brasileira. Dorival Júnior assumiu o time recentemente com a missão de reencontrar o caminho dos títulos.

Mesmo sem Neymar, o Brasil tem estrelas como Vini Jr e Rodrygo. Em 2016, o grande nome era Philippe Coutinho, do Liverpool (ING), e a dependência de Neymar era maior -ele brilhava no Barcelona e foi decisivo na Olimpíada.

Neymar está em fase final de recuperação de cirurgia no joelho. Ele poderia ter "forçado" para jogar essa competição, mas optou por não ter pressa.

A estreia do Brasil na edição de 2024 ocorrerá nesta segunda-feira (24), contra a Costa Rica. Os demais adversários no Grupo D são Colômbia e Paraguai.

RETROSPECTO DE NEYMAR

Neymar já disputou três edições da competição sul-americana e nunca ergueu um troféu.

Em 2011, o Brasil foi eliminado pelo Paraguai nos pênaltis, nas quartas de final. Em 2015, a seleção foi novamente eliminada pelo Paraguai nas penalidades e nas quartas.

Em 2021, na mais traumática para Neymar, o Brasil perdeu a final para a Argentina no Maracanã. Em 2019, sem Neymar, o time canarinho venceu o último troféu deste torneio.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Esportes

+ Esportes