Chinês faz o melhor tempo das semifinais dos 100 m; brasileiro fica fora

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

01/08/2021 7h34 — em Esportes

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Buscando uma vaga na final da prova mais rápida do atletismo no Jogos Olímpicos de Tóquio, os 100 m rasos, Paulo André Camilo disputou as semifinais neste domingo (1º) e não conseguiu vaga na final.

Paulo André correu na terceira bateria das semifinais e marcou tempo de 10s31, ficando em 8º lugar em sua série e na 23ª posição entre todos os 24 atletas que disputaram esta fase -um deles queimou a largada.

"É difícil. É uma mistura de sentimento. A gente trabalha para isso. Estou muito contente de estar aqui. Eu não me permito algum dia não brigar por essa medalha. Não vou parar sem brigar por uma delas. Eu vim sabendo que seria muito complicado. Todo mundo decidiu correr. Ninguém esperava tanta gente de tantos países correndo tanto. Nossa realidade hoje é o revezamento, e vamos brigar por essa medalha. Mas eu quero brigar pela medalha no individual. Pode esperar que em Paris ou Los Angeles, não sei quando, eu vou brigar. Olimpíada é para poucos", disse o atleta brasileiro, em entrevista ao SporTV.

Os dois melhores de cada bateria garantiram vaga direta na final. Além deles, os dois melhores tempos gerais avançaram.

FINALISTAS

Na primeira bateria, o norte-americano Fred Kerley, com 9s96, e o canadense Andre de Grasse, com 9s98, avançaram como líderes. Na segunda bateria, o britânico Zharnel Hughes venceu com o tempo de 9s98, seguido por Enoch Adegoke, com 10s00. Na terceira bateria, o chinês Bingtian Su (9s83) e o norte-americano Ronnie Baker (9s84) garantiram vaga. Além deles, o italiano Marcell Jacobs, com 9s84, e o sul-africano Akani Simbine, 9s90, avançaram com os melhores tempos gerais entre os outros competidores.

CLASSIFICATÓRIAS

Nas classificatórias, Paulo André fez o tempo de 10s17, acima de suas melhores marcas, o que o deixou insatisfeito. Porém, foi o bastante para a vaga para as semifinais, igualando o melhor resultado do Brasil na prova desde Atenas-2004, com Vicente Lenílson.

"Estou insatisfeito com a prova porque já fiz tempos melhores, mas é colocar a cabeça no lugar. Estou feliz, por outro lado, com o resultado e a classificação. É o primeiro passo. Olimpíada tem disso, a gente corre pelo lugar e não pelo tempo. É isso, vamos acalmar, acertar e ir para cima dos caras", declarou na ocasião.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Esportes