Brasileiros iniciam Libertadores com técnicos vitoriosos na América

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

19/04/2021 19h35 — em Esportes

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um dia antes da final da última Copa Libertadores, o então técnico do Santos, Cuca, concedeu entrevista coletiva no Maracanã e rasgou elogios ao seu adversário na decisão, o português Abel Ferreira, comandante do Palmeiras.

"Eu tenho 57 anos e o Abel tem 42, e isso não é uma vantagem. Ah, por que o Abel não tem títulos... Mas vai ter! Pode ter certeza, porque é ótimo treinador. Seguirá no caminho das conquistas, mas tomara que venha só depois de domingo. Que mais para frente ele tenha um monte de títulos", brincou Cuca, na véspera da decisão.

Abel, é claro, não queria esperar, e seu desejo de ser campeão foi cumprido com a vitória por 1 a 0, gol de Breno Lopes, que deu ao Palmeiras o bicampeonato continental e, para o português, sua primeira conquista na carreira como treinador.

A partir desta terça-feira (20), com o início da fase de grupos da Libertadores, ambos começam uma nova caminhada na competição que os colocou frente a frente há pouco menos de três meses.

Cuca, agora no Atlético-MG, busca repetir o sucesso que teve em 2013, quando levou a equipe mineira ao título inédito para o clube. Abel, atual campeão, tentará defender a conquista e ampliar sua lista de taças pelo Palmeiras, que também conta com a Copa do Brasil.

Trata-se de dois técnicos que já sentiram o gosto de serem campeões da América, algo que seus colegas de times brasileiros participantes desta edição também já sentiram, ainda que em menor escala, com títulos da Copa Sul-Americana, ou até mesmo conquistando a Libertadores como atletas.

Novidades para esta temporada nos respectivos clubes, os comandantes de Internacional, Santos e São Paulo já levantaram taças continentais como treinadores.

O espanhol Miguel Ángel Ramírez, contratado pelo Inter para suceder Abel Braga, foi campeão da Sul-Americana em 2019 com o Independiente Del Valle (EQU). No ano passado, em sua primeira experiência na Copa Libertadores, levou os equatorianos às oitavas de final, em uma campanha que contou com goleada de 5 a 0 sobre o Flamengo de Domènec Torrent, ainda na fase de grupos.

Substituto de Cuca no Santos, Ariel Holan também tem em seu currículo um título de Sul-Americana. O argentino levou o Independiente (ARG), seu clube do coração, à conquista do torneio em 2017, vencendo na decisão o Flamengo e erguendo o troféu em pleno Maracanã.

Holan arrancou antes de seus pares nesta edição da Copa Libertadores, já que o time da Vila Belmiro precisou encarar as fases preliminares da competição. Após superar duas eliminatórias difíceis contra Deportivo Lara (VEN) e San Lorenzo (ARG), a equipe conseguiu a classificação à fase de grupos e sonha em repetir o feito da edição anterior de disputar a final.

O Santos entra em campo nesta terça-feira, na Vila Belmiro, para encarar o Barcelona (EQU), pela primeira rodada do Grupo C. O Fox Sports transmite a partida, que começa às 19h15 (de Brasília).

Outro que conheceu o sucesso na América com um título na Sul-Americana é Hernán Crespo, atual campeão da competição. O argentino, contratado pelo São Paulo, levou o Defensa y Justicia (ARG) à conquista na última temporada, trabalho que chamou a atenção da nova diretoria que assumiu o clube do Morumbi.

Ex-atacante de peso no cenário internacional, Crespo também teve a experiência de ser campeão da Libertadores, mas como jogador. Foi em 1996, com a camisa do River Plate (ARG). Vice-artilheiro daquela edição com dez gols, o centroavante marcou os dois da vitória por 2 a 0 na decisão contra o América de Cali (COL), que deu ao River seu segundo título continental.

"A Libertadores é a Rainha das Copas na América do Sul. Quando há a possibilidade de representar o São Paulo em uma Libertadores, isso exige uma responsabilidade superior", disse Crespo, conhecedor do torneio.

O São Paulo também faz sua estreia na competição nesta terça, contra o Sporting Cristal (PER), em Lima. A partida, válida pelo Grupo E, começa às 21h30 (de Brasília) e terá transmissão do SBT e da Conmebol TV.

Quem concorda com as palavras de Hernán Crespo e viveu isso durante muitos anos é Rogério Ceni, atual técnico do Flamengo.

O ex-goleiro ainda não tem conquistas internacionais no currículo de treinador, mas conquistou a Libertadores duas vezes como atleta, ambas com a camisa do São Paulo. Em 1993, era reserva de Zetti, e em 2005, foi capitão e artilheiro da equipe no título continental, levantando o troféu no Morumbi após a vitória sobre o Athletico.

Ainda em 2012, foi campeão da Sul-Americana com o clube tricolor, o último título de sua carreira de atleta profissional.

Ceni já comandou o Flamengo na última Copa Libertadores, mas sem sucesso. Logo após assumir o cargo, foi eliminado pelo Racing (ARG) nas oitavas de final.

O momento do treinador, contudo, é positivo. Atual campeão brasileiro, o time rubro-negro também faturou a Supercopa do Brasil diante do Palmeiras. O objetivo, agora, é retornar à decisão da Libertadores, como em 2019, quando o Flamengo venceu o River Plate (ARG), em Lima.

No mesmo grupo de campeões como atletas que buscam a primeira glória internacional como técnicos está Roger Machado, que assumiu recentemente o Fluminense.

O ex-lateral esquerdo foi campeão da Libertadores pelo Grêmio, em 1995, sob o comando de Luiz Felipe Scolari. Em 2008, defendendo o Fluminense, foi finalista da competição, mas ficou com o vice diante da LDU (EQU).

Em início de trabalho, Roger busca o seu primeiro troféu continental como treinador. O clube carioca também sonha com a conquista inédita.

"Eu venci minha primeira Libertadores que joguei e achei que iria embalar umas cinco competições. E eu vim disputar uma final de Libertadores novamente em 2008, 13 anos depois. As memórias estão muito vivas. Isso tudo entra na construção, entra na energia e colocamos tudo isso na personalidade do nosso trabalho em função das nossas vivências, disse o técnico do Fluminense durante sua apresentação, em março.

"Conheço bastante a competição, sei das dificuldades e sei que é perfeitamente possível a gente vencê-la", completou Roger, que quer voltar ao topo da América, agora como treinador.

Saiba dia e horário de estreia dos brasileiros na fase de grupos:

- Terça (20):

19h15 Santos x Barcelona (EQU), Vila Belmiro - Fox Sports

19h15 Always Ready (BOL) x Internacional, Hernando Siles - Conmebol TV

21h30 Sporting Cristal (PER) x São Paulo, Nacional de Lima - SBT (para SP) e Conmebol TV

21h30 Vélez Sarsfield (ARG) x Flamengo, José Amalfitani - SBT (para RJ) e Fox Sports

- Quarta (21):

19h La Guaira (VEN) x Atlético-MG, Estádio Olímpico - Conmebol TV

21h Universitario (PER) x Palmeiras, Monumental de Lima - Fox Sports

- Quinta (22):

19h Fluminense x River Plate (ARG), Maracanã - Facebook

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Esportes