Siga o Portal do Holanda

Esportes

Após derrotar a Argentina, Venezuela perde para a seleção da Catalunha por 2 a 1

Publicado

em

Três dias depois de surpreender o futebol mundial ao vencer a Argentina de Lionel Messi por 3 a 1, a seleção da Venezuela perdeu para um combinado da Catalunha, nesta segunda-feira, em Girona. O jogo não é oficial pois a Uefa e a Fifa não reconhecem o time catalão.

Bojan Krkic e Javi Puado marcaram para a equipe local, que teve a presença do zagueiro Piqué, do Barcelona, enquanto que Roberto Rosales fez o gol da seleção sul-americana. O técnico Rafael Dudamel fez apenas quatro alterações em comparação à equipe que na última sexta-feira derrotou a Argentina em Madri.

Apesar da posse de bola ficar mais com o time catalão, as melhores chances da primeira etapa foram da equipe visitante. Jhon Murillo e Roberto Rosales, sempre pelo lado esquerdo, quase marcaram. Pela Catalunha, uma chance veio por intermédio de forte chute de Joan Jordan. Piqué ainda chutou uma falta na trave do goleiro Wuilker Faríñez, que ratificou a sua ótima forma.

O jogo ficou melhor após o intervalo. Aos 3 minutos, Josef Martínez também finalizou na trave. A reação catalã veio aos 7, quando o meia Barça Riqui Puig fez ótima assistência para Bojan Krkic fazer 1 a 0.

A reação venezuelana veio após seis minutos. Roberto Rosales, um dos melhores em campo, aproveitou falha de Martín Montoya, passou por Isaac Becerra e empatou o jogo para alegria de milhares de venezuelanos presentes ao estádio do Girona.

Quando tudo levava para o empate no amistoso e para a decisão por pênaltis, Javi Puado surpreendeu a zaga adversária para garantir a vitória catalã nos acréscimos.

O amistoso causou uma polêmica no país europeu. Quatro equipes espanholas, mais o Watford (Inglaterra), se negaram na quarta-feira passada a ceder seus jogadores, alegando risco deles se machucarem em uma partida não oficial, já que os catalães não estão filiados por nenhuma federação.

A convocação da seleção da Catalunha foi anunciada pelo técnico Gerard López, do Valladolid, que é presidido pelo ex-atacante brasileiro Ronaldo Fenômeno. Três jogadores do seu próprio time - Jordi Masip, Sergio González e Rubén Alcaraz - não foram liberados. Os outros foram: Álex Moreno e Alberto García (Rayo Vallecano), Àlex Gallar e Enric Gallego (Huesca) e Gerard Moreno (Villarreal). O Watford não permitiu a ida do atacante Gerard Deulofeu.

A seleção da Catalunha se reuniu pela primeira vez em 1905 e já enfrentou quatro vezes a seleção brasileira - venceu uma, em 1934, por 2 a 1.

Ministro finge para bancada do Amazonas, mas joga duro no plenário do STF contra ZFM

-

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

LEIA A BULA: AVALIAÇÃO DA SAÚDE PÚBLICA NO AMAZONAS

 Siga o Holanda

Amazonas

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.