"Sou vendedor de emoções", Galvão Bueno desiste da aposentadoria

Por

10/06/2014 10h54 — em Famosos & TV

Galvão Bueno havia dito na Copa de 2010 que se aposentaria no final da Copa de 2014, mas pelo visto mudou de ideia. Em entrevista ao jornal "Folha de S.Paulo", Galvão falou de seu amor pela profissão. 

"Amo o que eu faço. Enquanto eu tiver saúde e a Globo achar importante, eu vou continuar. Tenho contrato até 2019"


Famoso por frases como "Sai que é tua, Taffarel", ele defende sua função. "Não sou um narrador de bordões, sou vendedor de emoções. Uma boa narração tem que ter informação, emoção e fidelidade aos fatos. O narrador não pode se imaginar mais do que a imagem", declarou.

Em relação aos narradores da emissora, Galvão fez questão de elogiar os colegas. "Na Globo, temos ótimos narradores como Cleber Machado, Luis Roberto, Rogério Correa e Rembrandt Jr. Levo muita fé também no Tiago Leifert e no Alex Escobar. Não é questão de existir sucessores, não existe no mundo tanta qualidade na narração esportiva como na TV brasileira", completou Galvão.