Holograma de Michael Jackson gera polêmica

Por

20/06/2014 15h38 — em Famosos & TV

Após um mês da "volta" de Michael Jackson, aos palcos em forma de holograma, uma disputa judicial criou polêmica e colocou US$ 10 milhões (cerca de R$ 23 milhões) em jogo.

Antes mesmo da apresentação acontecer no palco do Billboard Music Awards, Alki David, executivo da empresa Hologram EUA, tentou impedir o show, alegando violação de tecnologia patenteada exclusivamente. As informações são da revista "Billboard".

A apresentação do holograma de Michael para divulgar a nova música póstuma do cantor, "Slave to the Rhythm", aconteceu sem percalços e surpreendeu os fãs do cantor, mas a disputa ainda está longe de acabar.

Agora, a Pulse Evolution, empresa que criou a animação, entrou com uma ação em um tribunal em Los Angeles, afirmando que David não participou de nenhuma etapa no desenvolvimento do projeto e que o executivo estaria "falsamente alegando ter crédito para a criação e desenvolvimento dos efeitos especiais em uma entrevista para CNN".