'Não peço voto, mas que conheça minha história' diz Romero Reis em Manaus

Por Portal do Holanda

01/10/2020 8h49 — em Eleição

Romero Reis afirma que não quer se tornar político profissional - Foto: Reprodução

Manaus/AM - Com expressões como "Quem não vive para servir, não serve para viver", o major da reserva e empresário Romero Reis (Novo) declarou, nesta quinta-feira, dia 1º, que, se eleito prefeito de Manaus, não vai fazer o possível, mas, sim, o que for necessário, como incentivar a criação de emprego pelo setor privado com a atração de investidores.

Entre essas necessidades Reis já elegeu um enxugamento na Prefeitura de Manaus, reduzindo o atual número de secretarias, 25, segundo disse, para 15. O candidato também planeja entrar na área de segurança "armando e capacitando" a Guarda Municipal, assim como iluminar mais a cidade.

Engenheiro de formação, Reis diz que a cidade só pode melhorar se órgãos como o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) deixarem de atuar na área operacional e se dedicarem ao planejamento, direcionando o crescimento urbano e combatendo invasões. O candidato também afirma ser fácil trazer recursos federais para o município investir em habitação popular.

"Quem ama cuida", diz Reis para explicar ao potencial eleitor que "não peço votos, mas que conheça a minha história". O candidato criticou outros partidos que se coligam nas campanhas, afirmando que estes só chegam próximo do eleitor em época de campanha eleitoral. Por fim, o candidato afirmou que não pretende se tornar político profissional.

Romero Reis concedeu entrevista à Rede Tiradentes.