Compartilhe este texto

Veja estratégias para estudar para o concurso nacional unificado

Por Folha de São Paulo

23/02/2024 15h00 — em
Economia



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com 2,144 milhões de inscritos, o CPNU (Concurso Público Nacional Unificado) entra para a história como um dos mais concorridos do país, segundo o MGI (Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos), que detalhou o perfil dos candidatos nesta sexta-feira (23).

O "Enem dos Concursos" é a seleção mais ampla já realizada, com provas em 220 cidades, incluindo todas as capitais. São 6.640 vagas em 21 órgãos públicos.

As provas estão previstas para 5 de maio. O candidato deve checar as informações sobre o seu local de prova no sistema de inscrição online, levar caneta preta e chegar uma hora antes do horário previsto.

"Boa sorte a todo mundo que se inscreveu. A gente está muito feliz com o resultado das inscrições e também esperamos estar muito felizes com o resultado do concurso, aguardando ansiosamente os funcionários públicos", disse a ministra Esther Dweck, do MGI, durante a apresentação dos dados.

O objetivo é selecionar servidores que possam sanar os déficits de profissionais em ministérios e outros departamentos, ampliar o acesso ao emprego público e a diversidade no governo federal, além de encontrar cidadãos cuja vocação seja o funcionalismo.

A amplitude do concurso eleva as chances de aprovação -o candidato pode concorrer a mais de um cargo dentro do bloco temático que escolheu- ao mesmo tempo que traz desafios a quem vai prestar a prova, já que a seleção é diferente de tudo o que já foi feito no país e não há provas anteriores nas quais os candidatos possam se basear.

A reportagem conversou com professores de cursinhos preparatórios para concursos e traz as principais dicas de como conseguir um bom desempenho nas provas, mesmo começando a estudar apenas agora, após a divulgação dos editais.

Eduardo Cambuy, professor do Gran e especialista em aprendizagem, acredita que o concurso será "menos difícil" do que outros, por ser mais genérico na cobrança de alguns conteúdos. "Por ser unificado não será possível cobrar questões bem particulares, bem necessárias e específicas dos cargos", afirma.

Mateus Andrade, professor especialista em concurso público, diz que o grau de dificuldade vai depender muito do cargo escolhido. Além disso, acredita que vagas que exigem formação específica trazem maior chance de aprovação aos candidatos. "Para eles é possível ser aprovado, porque a concorrência é menor."

QUAIS MATÉRIAS ESTUDAR PARA O CONCURSO NACIONAL UNIFICADO?

Segundo especialistas, os candidatos terão menos matérias para estudar do em outros concursos. Em vez de 12 ou 15 matérias, são oito. É preciso avaliar o conteúdo pedido em cada bloco temático e focar especialmente nas matérias genéricas, comum a todos os candidatos e específicas do serviço público.

QUAIS AS CHANCES DE PASSAR NO CONCURSO PARA QUEM ESTÁ COMEÇANDO AGORA?

Quem está começando agora tem plenas chances de competir e passar porque o formato do edital e do conteúdo apresentado não beneficia apenas quem já estava estudando há muito tempo. Estão todos partindo quase do mesmo ponto em diversas matérias. Por isso é possível chegar competitivo mesmo começando a estudar agora.

QUAIS AS PRINCIPAIS ESTRATÉGIAS DE ESTUDO?

O candidato precisa entender muito bem o bloco temático escolhido no concurso nacional unificado e montar um plano de estudo para que consiga se dedicar a boa parte do conteúdo exigido no bloco. Não dá tempo de ver tudo e em quase todos os concursos isso é normal. Porém, o concurseiro deve ter um plano bem estruturado para conseguir ver grande parte do conteúdo e fazer muitas questões. Ter um material direcionado para concurso público também faz muita diferença.

COMO DIVIDIR OS ESTUDOS PARA PASSAR NO CONCURSO?

A primeira coisa a ser feita é avaliar o bloco escolhido e o peso de cada eixo do principal cargo, colocando em ordem de importância. A dica é separar em três blocos: o primeiro tem que ser o bloco mais importante, seguido pelos dois menos importantes e fechando com a parte específica da vaga.

É PRECISO FAZER CURSINHO?

A recomendação dos especialistas é que os candidatos façam cursinho, se possível. Pode ser online, presencial ou por meio de aplicativo. A vantagem é direcionar o conteúdo com orientação de quem já entende do assunto, mas há o custo. No entanto, é possível estudar sozinho, com estratégias, foco e dedicação.

HÁ FERRAMENTAS ONLINE QUE AJUDAM NOS ESTUDOS?

Sim, há podcasts que podem ser ouvidos nos seus deslocamentos ou enquanto está no trânsito, ferramentas como plataformas de questões online em que é possível selecionar perguntas da banca Cesgranrio e aplicativos de repetição espaçada ou de flashcards que ajudam na memorização e revisão do conteúdo.

É NECESSÁRIO TER APOSTILA DO CONCURSO NACIONAL UNIFICADO?

Ter uma apostila que detalhe os conteúdos do bloco escolhido é essencial. Quem já está matriculado em cursinho ou pretende se matricular terá acesso ao material. Quem não se matriculou pode ter as apostilas como um forte material de apoio. Lembrando que a apostila deve ser comprada por bloco temático.

COMO O CONCURSEIRO DEVE ORGANIZAR SUA ROTINA DE ESTUDOS?

O concurseiro deve colocar o estudo como sua prioridade de agora até maio. É necessário abrir mão de passeios, distrações, celulares, séries, plataformas de streaming, por exemplo, para focar exclusivamente no estudo para concurso público. A maior parte do tempo livre deve ser destinada à preparação, mas é importante manter três pontos principais nesta fase: rotina de sono, atividade física e tempo de qualidade com os familiares. O resto deve ficar em segundo plano para a tão sonhada aprovação.

A INTERNET É ALIADA OU PODE ATRAPALHAR OS ESTUDOS?

Segundo os professores, a internet pode ser uma grande aliada se o concurseiro souber utilizar recursos tecnológicos para estudar, como, por exemplo, ouvir algumas aulas e acessar conteúdos de forma gratuita ou também de forma paga. Mas, do mesmo jeito que ajuda, pode atrapalhar. Se você começa a se distrair com a internet, perde seu estudo de qualidade.

COMO SÃO AS PROVAS DA CESGRANRIO?

Segundo Mateus Andrade, a Cesgranrio é uma banca tradicional, com mais 50 anos e organizadora de concursos há muito tempo. Seu perfil não é muito inovador, por isso, ela deve trabalhar a literalidade. O governo quer mais interpretação do que decoreba, e o conteúdo da Cesgranrio é um misto entre a letra da lei com um pouquinho mais de interpretação. É uma banca previsível, em que o candidato tem muitas questões para procurar, então não tem muita dificuldade para estudar. Geralmente, suas questões são de múltiplas alternativas com apenas uma resposta correta, bem o modelo tradicional de prova.

QUAIS SÃO OS PRÓXIMOS PASSOS DO CONCURSO NACIONAL UNIFICADO?

- 29/02/2024 - divulgação dos dados finais de inscrições

- 25/04/2024 - divulgação dos cartões de confirmação

- 05/05/2024 - aplicação das provas

- 07/05/2024 - divulgação dos gabaritos

- 21/06/2024 - divulgação das notas finais das provas objetivas e da nota preliminar das provas discursivas

- 29/06/2024 - divulgação do resultado dos pedidos de revisão das notas da prova discursiva

- 29/06/2024 a 1º/07/2024 - envio dos títulos

- 16/07/2024 - resultado preliminar da avaliação de títulos

- 30/07/2024 - divulgação final dos resultados

- 05/08/2024 - início da convocação para posse e cursos de formação


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Economia

+ Economia