Startup de seguros Tractable chega ao país

Por Estadão Conteúdo / Portal do Holanda

18/06/2021 6h43 — em Economia

A startup britânica Tractable, que usa inteligência artificial (IA) para ajudar seguradoras a acelerar o processo de reparo de carros após acidentes, anunciou nesta quinta, 17, um aporte de US$ 60 milhões - com o novo cheque, a empresa afirma que atingiu o status de unicórnio (avaliação de US$ 1 bilhão). Além de turbinar a tecnologia e investir em mais produtos, parte dos novos recursos será usada para abrir uma operação no Brasil.

A rodada foi liderada pela Insight Partners e pela Georgian. Fundada em 2014, a Tractable atua em 13 países - ao todo, tem cerca de 20 seguradoras parceiras, entre elas nomes como Geico, Ageas e Sompo Japão.

Usando visão computacional, a startup acelera a avaliação de danos em acidentes de veículos. A IA reconhece sem auxílio humano quais partes do carro foram danificadas e calcula os custos do reparo - a startup afirma que processa milhões de sinistros por ano na parte de seguros de automóveis.

"A partir da filmagem do carro, a IA consegue identificar quais partes do veículo estão danificadas e calcular o custo do reparo", explicou ao Estadão o brasileiro Bruno Ferreira, que é head mundial de vendas na Tractable. "Com essa tecnologia, em vez de esperar um mês para o orçamento ser feito na oficina e depois o veículo ir para o reparo, aceleramos o processo para uma semana."

Com o aporte, um dos planos da startup é ir além dos carros: uma das áreas que estão no radar é a de seguro de casas.

Expansão

A empresa começará a operação no País ao lado de seus clientes globais que operam por aqui - mas conversas com seguradoras locais também já começaram, diz Ferreira.

"É um mercado com alta quantidade de sinistros. Já começamos o recrutamento em São Paulo e devemos começar a operar no segundo semestre", afirma ele.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Economia