Compartilhe este texto

Procon-SP notifica Uber para explicar tarifa dinâmica de corridas

Por Folha de São Paulo

23/02/2024 18h30 — em
Economia



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Procon-SP notificou, nesta sexta-feira (23), o aplicativo de transporte Uber com um pedido de explicações sobre a política de preços praticada pela empresa, conhecida como tarifa dinâmica.

Nesse modelo, o aplicativo de transporte aplica multiplicadores sobre o valor cobrado a depender da demanda por corridas. Isso, segundo o Procon, tem impacto em especial nos dias em que há problemas no transporte público, como interrupção ou diminuição da circulação dos trens do metrô.

A Uber deverá detalhar ao órgão de defesa do consumidor, até o próximo dia 28, quais parâmetros servem de base para a aplicação do preço dinâmico.

Procurada pela reportagem, a Uber afirma que ainda não foi notificada.

"Quando a demanda por viagens, em uma determinada área, é maior do que o número de motoristas parceiros circulando na região naquele momento, o preço se torna dinâmico e o valor da viagem pode se tornar mais caro do que o habitual para aquele mesmo trecho", diz a empresa em nota. Os valores praticados voltam ao normal quando a oferta se reestabelece.

Na explicação cobrada pelo Procon-SP, deverão constar casos concretos de aplicação da ferramenta da Uber, para deixar, segundo o órgão, transparente o funcionamento do algoritmo da tarifa dinâmica.

Deverá haver também uma simulação de um mesmo percurso em situação de normalidade e com a aplicação do preço dinâmico.

O Procon-SP também questiona se o consumidor é devidamente avisado sobre a aplicação do preço diferenciado, como se dá essa informação e se há um limite de valor a ser cobrado do passageiro.

A Uber afirma, em nota, que informa ao usuário a aplicação da tarifa dinâmica no momento em que a viagem é solicitada. O multiplicador do preço, contudo, não consta no aviso.

No site da Uber, a empresa afirma que a tarifa dinâmica premia os motoristas que aceitam trabalhar em condições adversas.

Críticos do modelo, como o escritor canadense Cory Doctorow, afirmam que a tarifa dinâmica incentiva os cobradores a recusar corridas para receberem melhores ofertas do algoritmo.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Economia

+ Economia