McDonald's quer elevar presença de mulheres e negros entre os fornecedores nos EUA

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

23/07/2021 21h06 — em Economia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O McDonald's nos EUA promete ampliar a presença de negócios liderados por mulheres, negros e outros grupos minoritários em sua cadeia de suprimentos. A meta até 2025, segundo a empresa, é destinar 25% dos gastos para esses fornecedores. A parcela gira em torno de 23% atualmente.

A medida acontece na esteira de outro anúncio recente da rede, que prometeu destinar uma parte maior de sua verba publicitária para empresas de mídia comandadas por minorias. Nos EUA, o McDonald's têm enfrentado processos que questionam a conduta da empresa com práticas de diversidade. ​

No Brasil, a Arcos Dorados, franquia do McDonald's na América Latina e Caribe, diz que 36% das promoções na rede foram de mulheres negras no último ano. Elas também representam 25% das pessoas promovidas à liderança no período, segundo a empresa.

Mais de 60% dos funcionários que subiram de cargo entre 2020 e 2021 são pretos ou pardos, afirma a rede. Apenas nos restaurantes, o percentual de profissionais que passam para cargos de gerência chega a 80%.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Economia