Gutierre: Temos desafio de incluir no sistema motoristas e entregadores de apps

Por Estadão Conteúdo / Portal do Holanda

22/10/2021 17h10 — em Economia

Ao tratar dos desafios decorrente das transformações digitais e as novas formas de mercado de trabalho, o secretário de Previdência do Ministério do Trabalho, Narlon Gutierre, disse nesta sexta-feira, 22, que sua pasta está na fase de discussão de um processo embrionário para incluir no sistema os trabalhadores de plataformas de aplicativos.

"E aqui falo de dois segmentos que são mais evidente - sabemos que temos mais de uma centena de segmentos -, que são os motoristas de aplicativos e os entregadores de plataformas. Eles ficaram muito expostos no período da pandemia e que hoje não têm uma proteção previdenciária", disse, acrescentando que um dos desafios é trazer para previdência pública estas pessoas.

Além deste desafio, o secretário disse que também é preciso estender para as pessoas que já têm cobertura da previdência pública a proteção da previdência privada.

Gutierre evitou entrar no debate de que tipo de previdência é a melhor e disse que o caminho é integrar as duas modalidades, como já e feita em alguns outros países. Ele participa nesta tarde do 42º Congresso Brasileiro de Previdência Privada (CBPP).

Pandemia

O secretário de Previdência do Ministério do Trabalho disse que a pandemia do coronavírus ocorreu de forma completamente inesperada, causando disrupções no mercado de trabalho e no pagamento de benefícios. Segundo ele, talvez agora os técnicos da área tenham que passar a pensar nessa possibilidade ao elaborar políticas públicas.

"A pandemia foi inesperada e impossível de ser prevista. Talvez agora, passaremos sempre a imaginar que isso possa acontecer em algum momento", disse.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Economia