Greve no aeroporto de Guarulhos está suspensa

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

29/11/2021 18h35 — em Economia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os aeroviários de Guarulhos, em São Paulo, suspenderam a greve que começaria no início da manhã desta terça-feira (30). A categoria é formada pelos trabalhadores que atuam em solo e nos balcões das companhias nos aeroportos.

No início da tarde desta segunda (29), representantes da categoria receberam das empresas aéreas a mesma proposta de reajuste salarial encaminhada aos pilotos, copilotos e comissários de bordo.

O presidente do Sindigru (sindicato dos aeroviários de Guarulhos), Rodrigo Maciel, diz que decisão de suspender a greve foi uma sinalização de respeito às instituições. A entidade foi procurada nesta segunda pelo Ministério Público do Trabalho e pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho), que intermediaram o acordo que impediu a greve dos aeronautas.

"Decidimos colocar a proposta em votação durante o dia e, por isso, a greve está suspensa por enquanto", afirma Maciel.

A proposta levada aos aeroviários prevê que as companhias paguem 75% do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) acumulado nos últimos 12 meses sobre pisos e salários. Os benefícios de alimentação serão reajustados pelo INPC integral acumulado no último ano.

No início de novembro, as empresas áreas haviam proposto reajuste de 5% em 1º de novembro, e de 2% em 1º de junho de 2022.

O Sindicato Nacional dos Aeroviários também levará a proposta das companhias aéreas para análise pela categoria na terça (30). A mobilização da entidade nacional ainda não tinha definido indicativo de greve, mas, segundo o presidente do sindicato, Luiz da Rocha Cardoso, o Luiz Pará, a continuidade da campanha salarial dependerá da decisão dos trabalhadores na terça.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Economia