Compartilhe este texto

Governo edita MP para tentar salvar a Amazonas Energia

Por Folha de São Paulo

13/06/2024 11h15 — em
Economia



BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O governo federal editou nesta quinta-feira (13) uma MP (medida provisória) facilitando a recuperação de concessões de energia em desequilíbrio financeiro a partir da flexibilização de regras regulatórias, como é o caso da Amazonas Energia.

Na visão do governo, sem as flexibilizações, a concessão da empresa é inviável.

O projeto permite a transferência do controle societário como alternativa à extinção da concessão desde que um termo aditivo ao contrato seja assinado.

Esse aditivo deverá "prever as condições para promover a recuperação da sustentabilidade econômico-financeira do serviço de distribuição de energia elétrica, com vistas a obter o menor impacto tarifário para os consumidores", diz a MP.

O termo aditivo possibilita flexibilizar parâmetros regulatórios de eficiências, como custos operacionais, furtos de energia e receitas irrecuperáveis por até 15 anos, entre outros.

Esses parâmetros de eficiência regulatórios são estabelecidos e fiscalizados pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). O objetivo da agência reguladora é incentivar a eficiência das empresas, já que parte do lucro delas vem de conseguir resultados melhores do que os definidos pelo órgão.

Em contrapartida, define a MP, " o novo controlador deverá demonstrar capacidade técnica e econômica para adequar o serviço de distribuição, apresentar benefícios à concessão e aos consumidores de energia elétrica, inclusive mediante o aporte de capital".

"A transferência de controle da pessoa jurídica deverá ocorrer por valor simbólico, aprovado pela assembleia geral do atual controlador", diz o texto. O plano de transferência será analisado pela Aneel.

A medida vem após a Eletrobras anunciar a venda de seu portfólio de termelétricas a gás natural para a Âmbar Energia, do grupo J&F.

O negócio reduziu os riscos para a Eletrobras associados à Amazonas Energia, que possui contratos de energia com a maior parte das usinas vendidas, e que soma uma inadimplência relevante com a Eletrobras, de R$ 10 bilhões.

A Amazonas Energia foi vendida pela Eletrobras para a Oliveira Energia em 2018, mas a nova controladora não conseguiu equacionar os problemas da companhia.

A MP publicada nesta quinta-feira é um passo adicional para que a Âmbar Energia assuma o controle da Amazonas Energia, o que é estudado no governo.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Economia

+ Economia