Compartilhe este texto

Enel promete investimento no Brasil, e Lula diz que governo está disposto a renovar contrato

Por Folha de São Paulo

15/06/2024 13h45 — em
Economia



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se reuniu com o CEO mundial da Enel, Flavio Cattaneo, neste sábado (15) na Itália para discutir investimentos da concessionária no país. A empresa diz ter reafirmado, durante o encontro, a promessa de fazer um investimento de US$ 3,7 bilhões (quase R$ 20 bilhões) na operação brasileira. O presidente foi à Europa participar de encontro do G7.

A jornalistas, Lula disse que, com o compromisso de investimento pela companhia italiana, o governo estaria disposto a renovar o contrato de concessão de energia.

"Nós tivemos uma reunião com a Enel, aquela empresa que teve uma série de problemas que causou apagão na capital de São Paulo, no Ceará e no Rio de Janeiro. Nós estamos dispostos a renovar o acordo se eles assumirem o compromisso em fazer investimento. Eles assumiram o compromisso. Em vez de investir R$ 11 bilhões, vão investir R$ 20 bilhões nos próximos três anos, prometendo que não haverá mais apagão em nenhum lugar que ela [a Enel] for responsável pela energia", disse Lula.

A companhia virou alvo de autoridades brasileiras após uma série de apagões entre o fim de 2023 e o início deste ano.

Durante encontro com delegação da Enel em maio, o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira chegou a dizer à empresa que, se a companhia não fizer investimentos na qualidade do serviço de distribuição de energia, ela "pode dar tchau" ao país, conforme apurou a Folha de S.Paulo na época.

Como mostrou a coluna Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, nesta sexta-feira (14), a Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor) multou a Enel no Rio de Janeiro em mais de R$ 13 milhões por interrupção de serviço público essencial e demora em seu restabelecimento, além de violações ao Código de Defesa do Consumidor.

A companhia italiana opera o serviço de energia em São Paulo, no Rio de Janeiro e no Ceará.

Segundo a Enel, o montante bilionário previsto para o Brasil no plano estratégico da empresa é 45% maior do que o apresentado na gestão anterior.

A empresa afirma que destinará US$ 2,9 bilhões (R$ 15,5 bilhões) a investimentos nas redes de distribuição no período que vai deste ano a 2026 -aumento de 75% na comparação com o valor previsto no plano 2023-2025.

"Após os eventos climáticos extremos que, em 2023, causaram interrupções no serviço elétrico em algumas áreas de suas concessões, a empresa decidiu intervir com determinação por meio de um plano que prevê, além do significativo aumento dos investimentos em qualidade e resiliência, um importante aumento da sua força de trabalho no país", afirmou a Enel em comunicado a jornalistas.

Além de Lula, estavam presentes na reunião o diretor de relações externas da Enel, Nicolò Mardegan, e o ministro Alexandre Silveira.

A concessionária afirma que o governo brasileiro concordou com a nova gestão da empresa em diversos pontos discutidos.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Economia

+ Economia