BNDES reúne linhas de financiamento para o mercado de gás natural em programa

Por Estadão Conteúdo / Portal do Holanda

25/02/2021 15h56 — em Economia

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta quinta-feira, 25, o Programa BNDES Gás, como parte dos esforços da instituição de fomento no desenvolvimento de um "novo mercado de gás" no País, iniciativa que vem sendo defendida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, desde o início do governo. O programa reúne diversas linhas de financiamento já existentes que podem ser usadas por investimentos em todos os segmentos do setor.

Segundo André Pompeo, gerente no Departamento de Gás, Petróleo e Navegação do BNDES, o programa reúne "diversas soluções financeiras", para financiar desde a modernização de postos de combustível, para fornecer gás natural veicular, até a construção de estruturas de estocagem de gás. A ideia não é o BNDES financiar tudo sozinho, mas buscar parcerias com outras instituições financeiras, incluindo privadas, para fazer financiamentos "sindicalizados", afirmou o executivo, em apresentação sobre o Programa BNDES Gás, em seminário online nesta quinta-feira.

As linhas de financiamento reunidas no Programa BNDES Gás são focadas no apoio a investimentos na ampliação da infraestrutura para produção e oferta de gás natural, em projetos para uso do insumo na indústria e na geração de energia termelétrica e na aquisição de veículos movidos a gás.

Conforme o diretor de Infraestrutura, Concessões e PPP do BNDES, Fábio Abrahão, a instituição de fomento quer ficar "à disposição do mercado" para ajudar e acelerar sua evolução. A estrutura de financiamento é importante porque os investimentos, tanto do lado da demanda (por exemplo, a indústria que usa o gás como insumo) quanto do lado da oferta (a infraestrutura para o produtor escoar o gás), envolvem riscos elevados.

"Dentro dessa matriz de risco, ter financiamento adequado faz sentido, acelera a tomada de decisões", afirmou Abrahão.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Economia