Compartilhe este texto

Bard turbinado, privatização da Sabesp avança e o que importa no mercado

Por Folha de São Paulo

07/12/2023 8h00 — em
Economia



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Bard turbinado, privatização da Sabesp avança e outros destaques do mercado nesta quinta-feira (7).

**BARD TURBINADO**

O Google lançou nesta quarta uma nova versão do "motor" que abastece sua IA (inteligência artificial). O Gemini já está integrado ao Bard, o chatbot da big tech, em 170 países –o Brasil está entre eles–, mas por enquanto só funciona na versão em inglês.

O que terá de novo: o Gemini foi treinado para ler, escrever, ouvir, falar e enxergar de forma simultânea. Essas funcionalidades devem ser inseridas ao Bard no futuro e poderão ser usadas na versão gratuita do chatbot, segundo a big tech.

A principal concorrente do Google nessa área, a OpenAI, também oferece a possibilidade de interagir com o robô via áudio, texto e imagem, mas apenas na versão de assinatura do ChatGPT, que custa US$ 20 (cerca de R$ 99) ao mês.

Bard x ChatGPT: segundo o Google, seu chatbot abastecido com o Gemini supera a versão gratuita do robô da OpenAI em desafios de raciocínio, linguagem, matemática, programação e conhecimentos em geral.

- O modelo pago do ChatGPT usa o GPT-4, um motor superior ao da versão gratuita, o GPT-3.5;

- O Bard não consegue recuperar interações anteriores dos usuários com o robô, algo que existe no ChatGPT e o ajuda a entender contextos.

Três versões do Gemini serão liberadas pelo Google:

↳ Ultra: é o maior modelo e deve chegar aos primeiros usuários no início de 2024 no Bard Advanced, um novo serviço que será lançado pela big tech, que não esclareceu se será pago ou não.

↳ Nano: menor e com foco em smartphones, chegou ontem aos donos de celulares Pixel Pro 8 —smartphone não vendido no Brasil. O Google diz que outras fabricantes de celular Android também poderão usar a tecnologia.

↳ Pro: é o que fica no meio do caminho entre as versões. É essa a que está disponível para o Bard em inglês desde ontem.

**GOOGLE ADS É USADO PARA PROMOVER GOLPES**

Para aplicar golpes na internet, criminosos têm invadido contas do Google e as têm usado para comprar anúncios no buscador.

O objetivo é promover sites falsos que prometem produtos a preços baixos, mas que na verdade nunca são entregues, mostra o repórter Pedro S. Teixeira.

COMO ACONTECE

Os golpistas entram em uma conta verdadeira do Google Ads, se adicionam como administradores do perfil e removem o proprietário original.

Eles então usam essa conta para promover os sites que oferecem promoções falsas.

Em um caso a que a Folha teve acesso, os criminosos gastaram R$ 72 mil para impulsionar a página estoquedobrasil.com, denunciado por ofertas fraudulentas durante a Black Friday.

O empresário dono da conta original do Google Ads diz ter entrado em contato com a big tech assim que percebeu a invasão a seu perfil, mas a empresa deixou as publicidades no ar por 13 dias após ser notificada.

O QUE DIZ O GOOGLE

Que age imediatamente quando identifica comportamentos suspeitos. "A segurança dos usuários de nossas plataformas é nossa prioridade e tomamos diversas medidas para preservá-la."

Em relatório anual, a empresa afirmou ter removido 5,2 bilhões de propagandas abusivas e restringido 4,2 bilhões de anúncios em 2022. Nesse processo, 6,7 milhões de contas foram suspensas.

**PRIVATIZAÇÃO DA SABESP AVANÇA EM MEIO A TUMULTO**

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovou nesta quarta a privatização da Sabesp. O placar, de 62 votos a favor, foi considerado uma vitória ao governador Tarcísio de Freitas (Republicanos), que esperava cerca de 50 votos –eram necessários 48 para aprovação.

Houve apenas 1 voto não, já que a oposição não participou da votação e deixou o plenário em protesto após confronto entre manifestantes e a Polícia Militar ..

COMO SERÁ A PRIVATIZAÇÃO

O governo vai fazer uma oferta subsequente de ações (follow-on) em que o Estado terá sua participação diluída dos atuais 50,3% para "algo entre 15% e 30%".

A fatia que ficará com o Estado ainda será definida, assim como o potencial de arrecadação com a privatização;

O governo buscará alguns acionistas de referência –que terão maior participação na companhia – e terá uma "golden share", ação preferencial que dá poder de veto em decisões específicas.

As promessas de quem apoia a privatização:

↳ Redução na tarifa via dois instrumentos: aporte na companhia dos recursos gerados na venda das ações e uso de dividendos da empresa para manter o preço baixo;

↳ Antecipação da universalização do acesso a água e esgoto de 2033 para 2029 e R$ 10 bilhões a mais no plano de investimento da Sabesp, que hoje prevê R$ 56 bilhões até 2033.

As críticas de quem é contra:

↳ Um estudo que embasou a privatização não conclui que a privatização vai baixar a tarifa. O documento, na verdade, sinalizaria a possibilidade de o governo subsidiar o barateamento.

↳ Os opositores à privatização dizem que a Sabesp já previa reduzir o prazo de universalização do acesso a água e esgoto de 2033 para 2030.

E agora? Terminado o processo na assembleia, o governador tem de sancionar o projeto.

A gestão estadual então vai se reunir com os 375 municípios atendidos pela Sabesp e com conselhos que irão representar cada região. Eles serão responsáveis por aprovar o regimento interno e a prorrogação de todos contratos da Sabesp até 2060.

O processo de privatização em si (a venda de ações) só começa após essa etapa. A previsão é de que se inicie em meados de 2024, num cronograma que pode se estender por mais seis meses.

**22,3% DOS JOVENS NÃO ESTUDAM NEM TRABALHAM**

Do total de brasileiros entre 15 a 29 anos, 22,3% (10,9 milhões) não trabalhavam nem estudavam em 2022, de acordo com o IBGE.

O menor número da série histórica pode ser explicado pela retomada do mercado de trabalho, que faz o percentual de jovens ocupados crescer.

SIM, MAS...

A desigualdade é expressiva entre os "nem-nem". A falta de estudo e trabalho afeta sobretudo as mulheres pretas ou pardas de 15 a 29 anos, que representavam 43,3% do total de jovens nessa condição.

Outros dados divulgados nesta quarta pelo instituto apontam que a desigualdade da renda do trabalho vem caindo pouco ao longo dos anos e que a pobreza recuou consideravelmente no ano passado.

Números do IBGE que mostram…

…A desigualdade na renda do trabalho: os brancos receberam em média R$ 20 por hora de trabalho no Brasil em 2022, quantia 61,4% maior do que a de pretos ou pardos (R$ 12,4).

- A maior diferença ocorre entre aqueles com ensino superior completo: a renda por hora dos brancos (R$ 35,3) superou em 37,6% a dos pretos ou pardos (R$ 25,7).

…A queda na pobreza: a taxa recuou do patamar recorde de 36,7% em 2021 para 31,6% em 2022. A baixa foi graças à retomada do mercado de trabalho e à ampliação do Auxílio Brasil.

**O QUE MAIS VOCÊ PRECISA SABER**

CONGRESSO NACIONAL

Interesse em apostas supera o esperado pela Fazenda, que estima R$ 3 bi e corre por projeto. Chamada pública teve mais manifestações que previsto, mas proposta pode desidratar no Congresso.

AMBIENTE

Novo leilão do petróleo no Brasil, um dia após fim da COP28, é 'bomba' de emissões, diz ONG. Há blocos perto da mineração da Braskem em Maceió e também perto de áreas de conservação, corais, terras indígenas e quilombolas.

MERCADO

Ypê é acusada de racismo em campanha de produto de limpeza. OUTRO LADO: Empresa diz que escolha da cor da mão corresponde à tonalidade da Mãozinha do filme Família Addams dos anos 1990.

COTIDIANO

Executiva de MG será a primeira mulher a presidir gigante da mineração no Brasil. Ana Sanches substitui holandês no comando da Anglo American no país após experiência na sede em Londres.

ESTADOS UNIDOS

Dona da Dunhill diz que cigarros não têm futuro no longo prazo e reduz em US$ 31,5 bi valor de marcas suas. British American Tobacco reduzirá o valor das marcas Camel, Newport, Pall Mall e Natural American Spirit.

ARGENTINA

'Messi das finanças', novo ministro da Economia argentino enfrenta Copa de crises. Luis Caputo já recebeu apelido alusivo ao craque da Argentina e assume o cargo neste domingo.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Economia

+ Economia


28/02/2024

Correção