3R certifica reservas provadas de 185,1 milhões de barris de óleo equivalente

Por Estadão Conteúdo / Portal do Holanda

23/10/2021 16h03 — em Economia

A 3R Petroleum divulgou neste sábado, 23, fato relevante com o resultado da certificação de reservas do Campo de Papa-Terra (Bacia de Campos, Rio de Janeiro). Em agosto, o campo registrou uma produção média diária de 19.904 barris de óleo equivalente.

Com o campo Papa-Terra, a 3R atingiu mais de 260 milhões de barris de reserva 2P (reservas provadas mais prováveis), sendo mais de 80% em óleo. As reservas provadas (1P) somaram 185,1 milhões de barris de óleo equivalente. O relatório de reservas foi elaborado pela consultoria independente DeGolyer & MacNaughton, com data-base de 31 de dezembro de 2021.

O contrato para a aquisição de 62,5% deste campo foi assinado com a Petrobras em julho deste ano, e a estatal segue como operadora do Papa-Terra até a finalização da operação. O restante é detido pela Chevron Brasil. O valor da transação foi de US$ 105,6 milhões.

Ao concluir as aquisições realizadas recentemente - 62,5% da participação do campo de Papa-Terra, 100% da participação dos campos Ponta do Mel e Redonda (detidos pela Duna Energia S.A.) e 50% da participação no campo de Sanhaçu detida pela Galp (os outros 50% já fazem parte do polo Macau) - o Grupo 3R reforça o portfólio composto por ativos de óleo e gás, ancorado em reservas provadas, e passa a deter 264,3 milhões de barris de óleo equivalente de reservas provadas mais prováveis (2P), dos quais 70%, ou 185,1 milhões de barris, são reservas provadas (1P).

Estes volumes podem aumentar com a potencial aquisição do Polo Potiguar - ativo que está sendo negociado exclusivamente entre Petrobras e 3R - que em 2016 produzia aproximadamente 37.000 barris de óleo por dia e que, por falta de investimentos por parte da Petrobras, teve um declínio acelerado nos últimos anos. Mesmo assim, ainda são produzidos cerca de 22.000 barris de óleo por dia nos últimos meses, conforme dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Economia