Doença de Castleman

Por Estadao Conteudo / Portal do Holanda

27/01/2017 5h22 — em

A principal característica da doença de Castleman é um crescimento excessivo de linfócitos. A causa da doença de Castleman é desconhecida, mas se suspeita que esteja relacionada com o funcionamento do sistema imunológico de cada pessoa. A doença de Castleman é rara, especialmente em pessoas saudáveis. É muito mais provável de ocorrer em pacientes infectados com o HIV. Para a maioria das pessoas com doença de Castleman localizada, um gânglio linfático aumentado, geralmente no tórax ou no abdome, é muitas vezes o único sinal da doença. Se o linfonodo aumentado está próximo à pele, pode ser visto ou sentido, mas se for no interior do tórax ou abdome pode não ser notado até se tornar grande o suficiente para causar outros sintomas.

Um linfonodo aumentado no tórax pode pressionar a traqueia, levando a problemas respiratórios, tosse ou sensação de saciedade. A doença de Castleman no abdome pode causar problemas digestivos, dor ou apenas sensação de saciedade. Em geral, a maioria dos pacientes com doença de Castleman localizada se sentem bem, embora alguns possam apresentar outros sintomas. Os pacientes com doença de Castleman multicêntrica apresentam mais de um local com linfonodos aumentados. Os linfonodos envolvidos podem estar localizados no tórax ou abdome, mas a doença de Castleman multicêntrica frequentemente afeta os gânglios linfáticos da virilha, axilas e pescoço, e muitas vezes podem ser vistos ou apalpados como nódulos sob a pele.

A doença de Castleman multicêntrica pode também afetar o tecido linfoide de órgãos internos, provocando aumento no fígado, baço ou de outros órgãos. A anemia é muito comum na doença de Castleman multicêntrica, podendo levar a problemas como fraqueza e falta de ar.

Referência:

http://www.oncoguia.org.br/conteudo/sinais-e-sintomas-da-doenca-de-castleman/5876/783/

+