Siga o Portal do Holanda

Ele teria estuprado outras 3 filhas

Padrasto é preso e confessa estupro de enteada por mais de 12 anos em Manaus

Publicado

em

Foto: Josemar Antunes/Portal do Holanda

Manaus/AM - Um eletricista de 47 anos foi preso suspeito de estuprar a enteada dentro da casa onde moravam, no bairro novo Aleixo, Zona Norte. Segundo a vítima, hoje com 18 anos, os abusos começaram quando ela era apenas uma criança de cinco anos, o acusado confessou o crime.

Em coletiva nessa terça-feira (18), a delegada Joyce Coelho contou que foi a vítima quem procurou a delegacia no último dia 26 de outubro para denunciar o homem. Durante depoimento, ela relatou que o padrasto começou aproveitando momentos em que estavam sozinhos para passar as mãos na parte dela.

Com o tempo, os abusos foram se tornando mais intensos até ele consumar o ato sexual. A jovem conta que a partir daí, o suspeito não parou mais e para garantir que ela não revelasse nada, ele passou a dar dinheiro para ela.

A vítima afirma ainda que quando completou oito anos decidiu procurar a mãe e falar sobre os estupros, mas ela teria preferido ficar com o marido. Nessa época a menina foi encaminhada para um abrigo onde passou dois anos, mas assim que voltou para casa, os estupros recomeçaram.

Conforme a delegada, o homem apresenta um perfil violento e já teria agredido esposa e enteada. Em uma das ocasiões, a garota chegou a ter a cabeça quebrada pelo acusado. Depois de tudo isso, ele levava a família pra igreja e simulava uma vida perfeita:

“É um pedófilo, um estuprador dissimulado, que inclusive levava a vítima pra igreja, apresentava como filha e deixava transparecer para as pessoas que era uma família normal quando na verdade, era uma família desestruturada com uma vida com uma violência muito grande doméstica e sexual”, diz a delegada.

Além disso, o eletricista já é investigado desde 2013, por suspeita de estuprar a própria filha, uma menina de 10 anos que morreu por conta de uma pneumonia. Durante os exames médicos, o hospital onde ela estava sendo tratada constatou que ela também era vítima de violência sexual, mas o pai nega que seja o autor desse crime.

Exames mostraram que ruptura hiemal e uma lesão no ânus, o caso havia sido arquivado, mas por conta da nova acusação foi reaberto. De acordo com Joyce Coelho, devido aos constantes anos de abuso, a enteada do agressor apresenta quadro depressivo com  histórico clínico de várias tentativas de suicídio e automutilação. Ela estava morando de favor na casa de uma conhecida próximo a casa da mãe e foi retirada do local.

A moça também está recebendo assistência médica e psicológica e será encaminhada ao psiquiatra. Após confessar o crime, o homem foi detido e será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino  (CDPM).

Para a delegada, a mãe foi conivente e apesar de também está recebendo assistência por ter sido vítima de violência doméstica por anos, ela poderá ser indiciada por omissão em estupro de vulnerável. Ela tem outros duas filhas como o eletricista que também podem ter sido violentadas. A delegada revelou que antes de fazer a denúncia, a vítima estava determinada a voltar pra casa, mesmo correndo o risco de ser abusada de novo para proteger as irmãs. A menores devem passar por exames.

Servidores encaram governo do AM e resolvem parar o Estado

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.