Compartilhe este texto

Netflix vai adaptar 'Diário de um Mago', de Paulo Coelho, e lançar filme sobre Vini Jr.

Por Folha de São Paulo

05/06/2024 14h45 — em
Cinema


Foto: Niels Akermann / Divulgação / CP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Netflix se prepara para lançar uma adaptação audiovisual do livro "Diário de um Mago", clássico de Paulo Coelho nunca levado às telas, além de estar filmando um documentário sobre Vini Jr.

O anúncio oficial dessas e outras produções nacionais foi feito pela plataforma de streaming na manhã desta quarta-feira, na Rio2C, evento da indústria criativa que ocorre no Rio de Janeiro até o domingo. O painel da Netflix foi apresentado pelo ator Christian Malheiros, acompanhado por Juliana Paes.

Ao lado de "O Alquimista", "Diário de um Mago" é um dos grandes best-sellers internacionais de Paulo Coelho. O livro foi escrito a partir das experiências do autor no caminho de Santiago de Compostela e abriu caminho para sua carreira de sucesso.

O autor, que enviou um vídeo para o anúncio, costuma ser reticente à adaptação de seus principais livros —e, em outros momentos, projetos de transpor suas obras para a telona já foram divulgados sem que depois de fato fossem adiante.

O documentário sobre Vini Jr., por sua vez, já está avançado, com mais de cem diárias de gravação, segundo contou Elisa Chalfon, diretora de séries de não ficção da Netflix.

"Estamos há mais de um ano gravando esse documentário. A equipe está na Champions [acompanhando Vini Jr.], imagina a emoção deles", afirmou ela.

A plataforma americana aproveitou o evento carioca para fazer outros anúncios de produções nacionais nas quais está investindo. Uma delas é a primeira novela brasileira do serviço, "Pedaço de Mim", que terá Juliana Paes como protagonista —o melodrama traz a história de uma mulher que fica grávida de dois homens diferentes ao mesmo tempo.

"É tudo feito em locações, o que deixa a novela mais dinâmica", afirmou a atriz, antes de exibir um trailer da nova produção.

A Netflix também prepara uma minissérie baseada em "Pssica", do autor paraense Edyr Augusto, com direção de Fernando e Quico Meirelles.

A produção vai contar a trajetória de três personagens —uma jovem sequestrada pelo tráfico de seres humanos, um rapaz que participa de assaltos em rios e uma mulher em busca de vingança. Os três acreditam ser vítimas de uma maldição.

O roteirista-chefe do projeto é Bráulio Mantovani, conhecido por "Tropa de Elite", "Cidade de Deus" e outros clássicos contemporâneos do cinema nacional.

Em fase de pré-produção, a Netflix ainda vem trabalhando no longa-metragem "Caramelo", que vai ter um vira-lata como protagonista —para o papel, foi escalado um cachorro chamado Amendoim e mais um punhado de dublês.

Ainda dentro dos projetos de ficção, a plataforma apresentou "Os Quatro da Candelária", criada e dirigida por Luis Lomenha. A minissérie ficcional parte da história da chacina de 1993, na qual jovens foram mortos por policiais no centro do Rio de Janeiro, para contar a história de quatro personagens.

A produção também marcará a estreia em cena de uma série de jovens atores, como Andrei Marques e Samuel Martins.

"É uma série sobre masculinidade negra, sobre sonhos que foram interrompidos e crianças que a sociedade não via como crianças", disse Lomenha. "A história desses personagens é a de alguns que sobreviveram e de muitos que se foram."

Entre os planos na não ficção, a Netflix mostrou que pretende continuar a apostar no sucesso do universo hip hop, com a versão brasileira do reality show "Nova Cena", voltado para o universo do rap e do trap.

O programa, que terá como jurados Djonga e Filipe Ret, ao lado da dupla Tasha e Tracie, vai premiar o vencedor com R$ 500 mil. Além disso, o escolhido vai poder participar da série "Sintonia".

"O rap e o trap são os gêneros que mais crescem no Brasil, e vimos que não tinha nenhum reality musical sobre eles. A ideia é procurar um equilíbrio entre formatos internacionais e nossa identidade", afirmou Elisa Chalfon.

Para encerrar o evento, a plataforma reforçou a divulgação da série "Senna", que vai ter Gabriel Leone no papel do piloto de fórmula 1. Além do ator, estiveram presentes os produtores Caio e Fabiano Gullane, que contaram alguns detalhes das filmagens —como as 22 réplicas de carros, entre elas do de Senna, que tiveram que ser produzidas para a série.

 

 

 

O jornalista viajou a convite da Rio2C


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Cinema

+ Cinema