Siga o Portal do Holanda

Brasil

Após seis anos, goleiro Bruno deixa a cadeia

Publicado

em

Foto: Reprodução

RIO - Após seis anos preso, o goleiro Bruno deixou na noite desta sexta-feira a Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (APAC). A demora para a soltura do goleiro aconteceu por um erro do Supremo Tribunal de Justiça (STF), que enviou o alvará por engano para a comarca de Contagem, em não de Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O temor da defesa era é de que, em função do feriado de carnaval, o goleiro tivesse de esperar a próxima semana para ser solto.

- Isso não vai existir mais. Decisão da Justiça, do STF, é para ser cumprida. Por isso, esperamos que isso ocorra nas próximas horas - disse mais cedo o advogado do ex-jogador.

Acostumado a atrair multidões aos estádios, poucas pessoas acompanharam o momento que Bruno, condenado pela morta de Elisa Samúdio, deixou o presídio. Até o fim da manhã, apenas os advogados defesa e jornalistas estavam no local, além de alguns curiosos.

Depois de conceder habeas corpus para o goleiro Bruno, o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), admitiu que sua decisão não foi “politicamente correta”. No entanto, ponderou que o Judiciário deve cumprir as leis, mesmo que o clamor popular ecoe em outra direção.

Um usuário do Twitter publicou um víde mostrando o momento que Bruno sai da cadeia. Veja:

É possível 'queimar a rosca sem sentir dor’ ? Carlos Bolsonaro diz que sim

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.