Siga o Portal do Holanda

Brasil

Testemunhas depõem hoje sobre carro fuzilado por militares no Rio

Publicado

em

Foto: Fábio Teixeira/AP

Uma audiência na Justiça Militar que será realizada nesta terça-feira (21) vai ouvir testemunhas no caso do carro que foi fuzilado por tiros disparados por homens do Exército. Serão ouvidas as viúvas do músico Evaldo dos Santos e do catador Luciano Macedo, que morreram, e uma das vítimas que sobreviveu.

Segundo um site de notícias do Globo, no começo do mês, o Ministério Público Militar denunciou 12 homens do Exército pela ação. Os militares foram denunciados pelos crimes de duplo homicídio qualificado, tentativa de homicídio e omissão de socorro. O documento cita laudos que apontam terem sido disparados 257 tiros de fuzil e de pistola. O carro em que estavam o músico Evaldo Rosa dos Santos, que morreu na hora, foi atingido por 62 disparos.

No dia 7 de abril, o carro onde uma família ia para um chá de bebê foi fuzilado por militares, que chegaram a afirmar que reagiram a tiros de assaltantes.

A esposa e o filho de 7 anos de Evaldo e uma mulher não se feriram. Um pedestre que passava no local ficou ferido ao tentar ajudar.

Uma amiga da família, que estava dentro do carro, contestou a versão do Exército e afirmou que os militares não fizeram nenhuma sinalização antes de abrir fogo contra o veículo.

Um vídeo mostra o desespero da mulher de Evaldo ao lado do veículo, com as mãos para o céu.

Moro é 'vitima' de delações reais e não premiadas

Para compartilhar esteconteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.