Sine: Mulheres vítimas de violência poderão ter prioridade para contratação

Por Agência Brasil / Portal do Holanda

21/10/2021 18h08 — em Brasil

Foto: Divulgação

Mulheres vítimas de violência doméstica poderão ter prioridade nas vagas para trabalho do Sistema Nacional de Emprego, o Sine. Um projeto de lei que reserva 10% das vagas intermediadas pelo sistema para mulheres em situação de violência doméstica ou familiar foi aprovado, por unanimidade, nesta quinta-feira, pela Câmara dos Deputados. O texto agora segue para análise do Senado.

Ao defender a aprovação, a relatora da matéria, deputada Tabata Amaral (PSB-SP) argumentou que a medida visa ajudar as mulheres vítimas de violência a sair da dependência financeira em relação ao agressor.

De acordo com a proposta, caso não haja o preenchimento das vagas por ausência de mulheres em situação de violência, ela devem ser preenchidas por mulheres que não estejam em situação de violência e, em último caso, pelo público em geral.

Para a deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SP), a medida vai fortalecer a luta contra a violência doméstica e familiar.

O Sistema Nacional de Emprego, que o projeto reserva 10% das vagas para mulheres vítimas de violência, é a plataforma do governo federal que faz a intermediação entre trabalhadores e patrões, colocando empregadores em contato com pessoas que buscam emprego.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Brasil