Remédios para emagrecer: Saiba quais foram proibidos e quais são liberados no Brasil

Por Portal do Holanda

16/10/2021 10h27 — em Brasil

Foto: Ilustrativa Pixabay

Nesta quinta-feira (14) o Supremo Tribunal Federal (STF) proibiu a produção, venda e consumo de 3 medicamentos para emagrecimento.  A Anfepramona, femproporex e o mazindol, já haviam sido proibidos pela Anvisa em 2011, mas voltaram a ser liberados em 2017 com a aprovação de um projeto de lei.

Esses 3 medicamentos são usados para tratar obesidade, e são considerados anorexígenos, pois atuam para diminuir o apetite, aumentando o nível de adrenalina no cérebro. O uso indiscriminado deles pode causar uma série de efeitos colaterais.

Para a Anvisa, não existe nenhum estudo recente e atualizado que prove que esses remédios são eficazes no tratamento da obesidade.

Atualmente no Brasil só existem 3 remédios aprovados pela Anvisa para tratar a obesidade, são eles:

Sibutramina: Que causa uma sensação de saciedade prolongada, e faz com que o paciente fique satisfeito mais rápido, comendo menos, e assim levando ao emagrecimento.

A endocrinologista Cintia Cercato explicou para o G1, que esse medicamento é seguro e eficaz, mas o paciente precisa assinar um termo de responsabilidade.

"Ela age por noradrenalina e serotonina e pode aumentar um pouco a frequência cardíaca e a pressão. É contraindicada para quem tem doença cardiovascular e quem faz tratamento psiquiátrico", ressalva.

Liraglutida: Que altera o esvaziamento gástrico, e atua no cérebro, aumentando a saciedade, fazendo a pessoa comer menos, porque o estômago dilata menos durante a refeição.

Orlistat: Ele age no intestino, inibindo uma enzima produzida no pâncreas, chamada lipase, fazendo com que 30% da gordura ingerida em uma refeição seja eliminada do corpo pelas fezes.

 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Brasil