Ministro do STF, Celso de Mello pede ao PGR investigação contra Eduardo Bolsonaro

Por Portal do Holanda

30/05/2020 4h15 — em Brasil

Foto: Reprodução/STF

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou ao Procurador-Geral da República, Augusto Aras, uma comunicação de crime para que o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) seja investigado por suposta prática de crime contra a Segurança Nacional. O filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido),  teria dito que o "momento de ruptura" deverá acontecer no Brasil e que a questão não é de "se", mas, sim, de "quando" isto vai ocorrer.

Segundo o Sistema Globo, no documento assinado pelo ministro, ele escreveu: "Cabe ter presente, neste ponto, por oportuno, que o Ministério Público e a Polícia Judiciária, sendo destinatários de comunicações ou de revelações de práticas criminosas, não podem eximir-se de apurar a efetiva ocorrência dos ilícitos penais noticiados".

Eduardo Bolsonaro também é alvo de representação por quebra de decoro parlamentar no Conselho de Ética da Câmara, após a declaração polêmica de ruptura. Ele também criticou decisões de ministros do STF, inclusive de Celso de Mello que é responsável pela investigação da suposta interferência de Bolsonaro na Polícia Federal.