Militares são condenados por fuzilarem músico e catador no Rio de Janeiro

Por Portal do Holanda

14/10/2021 2h59 — em Brasil

Foto: Reprodução

Oito dos 12 militares do Exército foram condenados, na madrugada desta quinta-feira (14), por fuzilarem o músico Evaldo Rosa e o catador de latinhas Luciano Macedo. O crime ocorreu no dia 8 de abril de 2019 durante uma ação do Exército, em Guadalupe, no Rio de Janeiro.

De acordo com o G1, a Justiça Militar os julgou culpados por duplo homicídio e tentativa de homicídio. A defesa afirmou que vai recorrer da decisão. O tenente Ítalo da Silva Nunes, que chefiava a ação, foi condenado a 31 anos e 6 meses; outros sete militares receberam pena de 28 anos e quatro militares foram absolvidos.

Todos os 12 militares foram absolvidos do crime de omissão de socorro.

O caso ganhou repercussão nacional após os militares efetuarem cerca de 257 tiros, sendo que 62 atingiram o carro que Evaldo dirigia. Ele morreu após ser baleado com 9 tiros. O músico estava indo com a família para um chá de bebê. O catador de latinhas, Luciano, que estava próximo ao local foi atingido quando tentava socorrer Evaldo. O homem morreu dias depois, no hospital.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Brasil