Jovem é suspeito de se passar por médico e tratar pacientes com Covid-19

Por Portal do Holanda

17/07/2020 10h51 — em Brasil

Foto: Reprodução Redes sociais

Um estudante de medicina identificado como Davi Paula Torres de Souza, 28, está sendo procurado pela polícia por supostamente se passar por médico e usar o documento de outro profissional para atuar na linha de frente da Covid-19 no Rio de Janeiro.

O homem que ainda não é formado, estaria atuando no Hospital Municipal Francisco da Silva Telles, em Irajá, como médico responsável por pacientes infectados durante transferência e transporte deles.

Davi é terceirizado e prestava serviços por meio da empresa Tuíse. Para conseguir a vaga, a polícia acredita que ele tenha usado documentos falsos em nome de um médico chamado Davi  Cotrim, que atua em outra parte do Rio.

A polícia descobriu a história após denúncia e foi até o hospital onde Davi trabalhava, mas ele fugiu ao ver os agentes no hospital. Minutos depois, quando policiais entraram em contato com ele por telefone, ele mesmo afirmou a fuga e acionou um advogado para representá-lo.

Nas redes sociais do rapaz, os investigadores encontraram várias postagens dele no hospital e ao lado de ambulâncias devidamente paramentado com roupas de proteção contra a Covid. Familiares dele também fizeram postagens homenageando o “profissional”.

Sob as acusações, Torres não se pronunciou e aguarda o advogado se inteirar dos detalhes caso. Por enquanto, não há mandado de prisão contra ele, mas o processo está correndo na Justiça com base na confirmação junto a Conselho Federal de Medicina (CFM e no Conselho Regional de Medicina do Rio (CRM-RJ), de que ele não possui registro de médico.

A Secretaria Municipal de Saúde disse que acompanha e colabora com as investigações.