Indígenas pedem vacinação ampla para não aldeados

Por Agência Brasil / Portal do Holanda

20/04/2021 14h47 — em Brasil

Foto: Marcos Fabianno /  Prefeitura de Maricá

Especialistas e representantes dos povos indígenas pediram prioridade para a vacinação de indígenas que vivem em áreas urbanas.

O apelo foi feito durante audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados nessa segunda-feira (19), que reuniu especialistas e autoridades para discutir o tema.

O Plano Nacional de Vacinação do Governo Federal incluiu os indígenas nos grupos prioritários, mas somente aqueles que vivem nas aldeias.

Diante dessa situação, a deputada Joenia Wapichana, do partido Rede, defendeu que indígenas não aldeados também precisam ser vistos como prioridade. De acordo com a parlamentar, grupos fora das reservas também estão em situação de vulnerabilidade e têm contato intenso com população das aldeias

O Procurador da República Gustavo Kenner , que integra o grupo de trabalho de saúde indígena do Ministério Público Federal, avalia que há um equívoco em excluir da vacinação os índigenas que moram nas cidades.  Ele lembra que eles vivem fora de suas aldeias, mas em áreas rurais, periferias de centros urbanos, acampamentos provisórios e terras em processo de demarcação.

Para o procurador a vinculação da identidade indígena com seu território não pode ser usada para justificar para exclusão.


Cabe lembrar que o ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso determinou que o governo priorize também a vacinação de indígenas que moram em cidades e em territórios não homologados.

Segundo censo do IBGE de 2010, dos 896,9 mil indígenas que viviam no Brasil, 57,7% estavam em terras indígenas e 42,3% fora delas.

Dados do Comitê Nacional de Vida e Memória Indígena mostram que desde o início da pandemia já são 50 mil 853 casos confirmados de contaminação, mil e 15 indígenas mortos e 163 povos afetados pela covid-19.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Brasil