Siga o Portal do Holanda

Brasil

Governo do Acre decreta estado de emergência devido à estiagem e queimadas

Publicado

em

Foto: Arquivo/Corpo de Bombeiros

O governo do Acre decretou, na manhã desta sexta-feira (23), estado de emergência devido ao período de estiagem no estado e ao número de queimadas. A publicação foi divulgada no Diário Oficial do estado, e o governador Gladson Cameli concedeu uma entrevista coletiva para falar sobre a situação.

Segundo um site de notícias do Globo, o decreto leva em consideração a escassez de chuva, a baixa umidade relativa do ar e as queimadas. Na manhã desta sexta-feira, o rio Acre chegou a 1,55 metro.

“Os meses de agosto e setembro são historicamente de maior criticidade de ocorrência de incêndios florestais e queimadas urbanas, devido aos baixos índices de precipitação pluviométrica e fluviométrica, em consequência a baixa umidade relativa do ar e a elevada emissão de monóxido de carbono e material particulado no ar”, pontua.

Agora, o governador tem 10 dias para mandar o relatório ao governo federal para que ele reconheça ou não a situação de emergência. Esta é a segunda vez que o estado decreta emergência devido às queimadas. Em 2005, houve um pedido, mas a União não reconheceu a situação, e o estado teve que usar recursos próprios.

Em 2016, houve um decreto de emergência, mas foi devido à seca histórica registrada no estado.

O anúncio de estado de emergência ocorre uma semana depois de o governo ter decretado estado de alerta ambiental – no último dia 16. Com a medida, a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) pôde pedir apoio técnico e logístico do estado para combater e controlar os incêndios ambientais.

Agenda oculta de Bolsonaro: acabar com a Zona Franca de Manaus

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.