Erro faz 46 pessoas receberem Coronavac ao invés de vacina contra a gripe

Por Portal do Holanda

16/04/2021 7h15 — em Brasil

Foto: Reprodução

Quarenta e seis pessoas, entre elas gestantes e bebês, receberam a vacina Coronavac contra a covid-19, por conta de um erro cometido em um posto de vacinação na cidade de Itirapina, no interior de São Paulo. O grupo foi ao local para receber a vacina contra a gripe, mas acabou recebendo a substância sem saber.

O engano, segundo o G1, ocorreu na última terça-feira (13), mas só foi divulgado ontem (15). Na ocasião a Prefeitura informou por meio de nota que uma técnica de enfermagem trocou, sem perceber, os frascos enviados para o posto e causou a confusão. 

O fato só foi percebido após a conferência de vacinas no estoque, ocorrida na quarta (14). Por conta disso, a Secretaria de Saúde teve que chamar todos os 46 vacinados ou responsáveis para informá-los e oferecer uma equipe médica para acompanhá-los por 14 dias, a fim de observar possíveis reações adversas ou anormalidades.

A vacina contra a covid-19 não é recomendada para crianças e gestantes, pois não foi testada nesse grupo e os efeitos no organismo ainda são desconhecidos. 

No caso dessas pessoas vacinadas, os médicos acreditam que não haverá reações, mas mesmo assim, terão que observar e relatar qualquer efeito. No caso das grávidas, os bebês também terão observação especial.

No total, 18 adultos, sendo uma gestante, e 28 crianças receberam a Coronavac. Este ano, a secretaria abriu a vacinação contra gripe para crianças com idade entre 6 meses e 6 anos, gestantes, povos indígenas e profissionais da saúde, além dos idosos que são o público-alvo das campanhas.

O Butantan, fabricante das doses, afirma que não foi informado sobre a situação, mas recomendou que estas pessoas não recebam a segunda dose, caso apresentem alguma reação.

O órgão recomendou ainda o acompanhamento detalhado por no mínimo 14 dias.

 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Brasil