.
Siga o Portal do Holanda

Brasil

Doria proíbe funcionamento presencial de escritórios de advocacia e contabilidade

Publicado

em

OPERAÇÃO SANGRIA: justificativa da PGR para prorrogar prisão de acusados


Após liberar o funcionamento presencial de escritórios de advocacia e contabilidade em meio à quarentena por causa do novo coronavírus, o governo João Doria (PSDB) recuou e decidiu cancelar a permissão neste sábado, 4. Para combater o avanço da covid-19, apenas serviços considerados essenciais estão liberados no Estado de São Paulo.

O Comitê Administrativo Extraordinário Covid-19, do governo de São Paulo, havia publicado neste sábado, no Diário Oficial do Estado, uma deliberação reforçando que esses escritórios poderiam manter as atividades internas durante a quarentena.

A condição, de acordo com a publicação, era que não houvesse ingresso de público nos locais.

O documento lista, ainda, a liberação do funcionamento de prédios comerciais e de estabelecimentos de peças e acessórios para veículos automotores. Em São Paulo, o fechamento de comércios, escolas e outros serviços que não são considerados essenciais está em vigor desde o dia 24 de março.

Na tarde deste sábado, no entanto, o governador João Doria se pronunciou no Twitter de forma contrária à decisão. "O governo de São Paulo cancelou na tarde deste sábado, 4, a medida que permitia o funcionamento de escritórios de advocacia e de contabilidade em todo o Estado", escreveu. "Os escritórios poderão funcionar virtualmente, mantendo o atendimento remoto aos seus clientes."

Pouco antes, o governo chegou a divulgar uma nota esclarecendo que a medida não era uma modificação para o funcionamento desses estabelecimentos -- mas sim um reforço do que já havia sido estabelecido pelo decreto da quarentena.

Segundo a nota, a publicação servia para esclarecer dúvidas do setor.



Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.